quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Para atingir João Doria, imprensa chama fotógrafo de "personal paparazzi"

Implicante

Detalhe importante: trata-se de um cargo bancado pelo próprio bolso do prefeito de São Paulo. Foto: Fernando Pereira
João Doria sabia que, na condição de tucano comandando a maior cidade do Brasil, não teria conversa fácil com a imprensa, ainda majoritariamente tomada por militantes esquerdistas. Contra isso, vem fazendo um trabalho exemplar nas redes sociais, onde diariamente, e em várias oportunidades, conversa diretamente com a população, ignorando a má fé jornalística.

Claro, tudo é feito com assessoria profissional. No caso de Doria, três assessores revezam-se na função, toda bancada com verba pessoal do prefeito.

Na política, isso não é novidade, pois qualquer político possui um assessor de comunicação ou fotógrafo oficial. Mas a imprensa quer jogar a opinião pública contra o tucano. E o que faz? Chama o fotógrafo de “personal paparazzi”.

Está cada dia mais feia essa perseguição. Não é à toa que a credibilidade da imprensa segue batendo recordes negativos. 
Título e Texto: Implicante, 20-2-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-