terça-feira, 18 de julho de 2017

Mortos em Congonhas há dez anos

Heitor Volkart

D.R.

Prezados, transgrediram as regras de segurança e foram absolvidos!

Decolou com um reporte de reversor de empuxo, pousou com peso máximo, pois não queria reabastecer, era ciente das condições do tempo, pista molhada, também era ciente. Pista recentemente recapada, ainda não havia os groovings, fundamentais para pista molhada.

Mudou de opção após o toque, e decidiu arremeter, é, descolou os pneus do chão e foi quando houve a hidroplanagem...

Sinceramente, e um piloto destes e uma empresa destas é absolvida...

Posso afirmar que um piloto da Varig, com o treinamento que tinha, jamais cometeria um erro destes, já não teria decolado de Porto Alegre.

E ainda tem famílias a serem indenizadas... É... esta é a nossa Aviação hoje...

Sou sincero, se puder optar, vou viajar pela Lufthansa ou TAP, ou... e as divisas ($) que vão para o exterior.

O Brasil não se preocupa com os milhões de divisas, que poderiam gerar empregos diretos aqui, e que as empresas estrangeiras contabilizam anualmente!

Temos muito a consertar. Eu, geração de 50, deixo para os jovens das gerações 70, 80, talvez, se quiserem ser patriotas, fazerem alguma coisa...

Foram trinta anos na aviação, como Comissário, Supervisor de Cabine e Chefe de Equipe de B-747-400, foram muitas e muitas noites sentado no cockpit, como observador, conversando com muitos e muitos comandantes, F/Es e Copilotos, com os quais tive sempre Carta Branca para resolver os problemas a bordo, e assim o fiz.

Por estas e outras, digo as divisas ($) que hoje poderiam estar no Brasil, estão se esvaindo. E a Segurança?

Abraços,
Heitor Volkart, 17-7-2017

Relacionados:

5 comentários:

  1. E eu acrescento ao seu comentários de falhas ,a coincidência de ter durante o pouso, na cabine um aluno de aviação , que se dirigia a São Paulo neste dia para efetuar provas praticas para ser admitido na TAM. A pedido de seu pai,também funcionário de aviação, estava tendo uma oportunidade durante o vôo para preparação final. A tripulação prestava um favor ao colega ainda sem experiência. Isto não foi divulgado nos relatórios, pois todos da cabine morreram ,e não faria diferenç.Ou faria?Apenas coincidência!
    Paizote

    ResponderExcluir
  2. Talvez você tenha esquecido, vou repetir:
    Esses aviões tem a posição FLIGHT IDLE E GROUND IDLE.
    NÃO HOUVE AQUAPLANAGEM.
    HOUVE UMA SÉRIE DE ERROS DO PILOTO.
    SABENDO QUE NÃO PODERIA USAR O REVERSO DE UM DOS MOTORES, ELE DEIXOU ESSE MOTOR EM FLIGHT IDLE PARA O POUSO, E DEU O REVERSO NO OUTRO MOTOR DURANTE O POUSO. APESAR DISSO OS SPOILERS NÃO ABRIRAM E O MOTOR EM FLIGHT IDLE PRODUZIA POTÊNCIA E O AVIÃO NÃO DESACELERAVA. QUANDO RESOLVEU ARREMETER NÃO DAVA MAIS.
    Tem outro fator que não posso afirmar, pois não lembro mais, mas acho que os auto-brakes também não entraram, pois ground idle é o fator preponderante nos dois casos.

    Eu conheci grandes pilotos na VARIG, mas lembra do Garcez?
    Haviam vários na VARIG e há outros voando por aí.
    TOO MUCH CONFIDENCE, TOO BAD OPERATIONS.

    A nossa VARIG teve vários acidentes de ultrapassar a pista e para em casas e estradas ou fora delas.

    É impossível determinar no treinamento de um tripulante se os erros são da companhia, da instrução ou da falta de interesse do tripulante.
    Tudo é subjetivo.
    O grooving ajuda mas não é fator preponderantes.
    fui...

    ResponderExcluir
  3. Rochinha, creio que suas mágoas ainda são muitas, pois um Garcez, muito orgulhoso e não incompetentemente, errou sim, mas ainda salvou vidas, concluo pois um comentário assim como o seu, de uma Empresa que te deu desde a Esvar até onde chegastes, e que nunca matou 199 pessoas por incompetência e voou milhares de horas a mais e Vc a equivale a estas que estão por aí, não consigo entender o porquê! Será que é só polemizar?
    Abs,
    Heitor Volkart

    PS: quando resolveu Arremeter houve Aquaplanagem Sim!

    ResponderExcluir
  4. ERROS DOS PILOTOS NÃO QUER DIZER QUE HAJA FALHAS NAS EMPRESAS.
    SE ARREMETEU, NÃO HÁ DE SE FALAR EM AQUAPLANAGEM, HÁ DE SE FALAR QUE NÃO HAVIA MAIS VELOCIDADE E DISTÂNCIA PARA ARREMETER.

    BÁSICO NA AVIAÇÃO: NÃO SE PODE ARREMETER APÓS OU USO DOS REVERSORES.
    A MINHA OPINIÃO NÃO FOI POR MÁGOA OU RESSENTIMENTO, FOI TÉCNICA.
    A MINHA FAMÍLIA, JUNTO COM A DA MINHA ESPOSA QUE É FILHA DE FUNCIONÁRIO, JUNTAS TEM MAIS DE 350 ANOS DE VARIG.
    Para finalizar.
    - Como um pouso sem combustível, sem luzes, e sem referências visuais, feito na selva salvou vidas?

    - Ceifou vidas, outras sobreviveram por sorte.
    - A árvore que a lateral do copiloto bateu e ainda quebrou seu braço era mais larga que a fuselagem do avião, se tivesse sido frontal todo mundo teria morrido.
    -Tenho muitos amigos competentes na TAM, na AZUL e na GOL.
    O GARCEZ ERA INCOMPETENTE.

    ResponderExcluir

  5. Sem polemizar eu vejo duas VARIG operacionalmente.
    Uma antes do CRM e outra depois do CRM.
    Dos 20 707 que possuía, 5 foram acidentados por falhas humanas, tiro fora apenas o VJZ em Orly, que foram falhas humanas extra tripulação e o VJR que queimou no hangar por falha de manutenção.
    1/4 da frota por erros operacionais.
    Temos o DC-8 da Monróvia, e o 727 VLF em Congonhas.
    VJB LIMA FALHA HUMANA
    VLJ GALEÃO FALHA HUMANA
    VLU MAR DO JAPÃO FALHA HUMANA, FOGUETE RUSSO OU ABDUZIDO??????
    VJK ABIDJAN FALHA HUMANA
    VJT MANAUS FALHA HUMANA

    VJR FOGO NO HANGAR FALHA HUMANA
    VJZ FOGO EM PARIS FLHA HUMANA???????????


    FUI


    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-