terça-feira, 29 de agosto de 2017

Acredito: MBL de esquerda

Alexandre Borges

Os "donos do Brasil" resolveram bancar seu próprio "movimento político de jovens" para "renovar a política". Fiquem de olho.

O movimento que vocês deveriam ficar mais atentos hoje é se chama Acredito, apoiado por Jorge Paulo Lemann [foto], o homem mais rico do Brasil, Luciano Huck, entre outros. Esses bilionários sabem que política se faz com dinheiro, muito dinheiro, e não com textão, meme ou gritaria virtual.


Na semana passada, o Acredito, representado por Tábata Amaral de Pontes, ganhou destaque no Programa do Bial. Nenhum dos patrocinadores do movimento brinca em serviço, especialmente em assessoria de imprensa. As pautas do movimento são as que vocês imaginam, é o mesmo manual daquela esquerda caviar Macron que resolveram chamar agora de "centro".

Os próprios organizadores do Acredito não escondem que a ideia é criar um "MBL de esquerda".

O manifesto do movimento tem platitudes como "queremos soluções para os problemas, independentemente se elas vêm da direita ou da esquerda", o que todo esquerdista diz antes de chegar ao poder. Pergunte ao Macron.

Esta página foi pioneira em mostrar para vocês a influência dos "donos do Brasil" na política brasileira. Os bilionários gastam muito mais do que você pensa e, se nenhum deles é um George Soros, também não ficam muito atrás. Já falamos do Instituto Alana, dos Klabin, dos Moreira Salles e do próprio Lehmann.

Não se engane: é um movimento que só tem esquerdista e que defende descriminalização de drogas, desarmamento da população civil e todo o pacote do globalismo que você está cansado de conhecer. É a esquerda Alessandro Molon que a Globo adoraria emplacar se o eleitor fosse mais obediente.


As pautas dessa esquerda de proveta são impopulares, mas nada que muito dinheiro não ajude a empurrar para a frente, ainda mais num país oligopolista na indústria de comunicação e com hegemonia ideológica total nos principais canais tradicionais de influência da opinião pública.

Antes de brigar com qualquer um que não pense 99,9% como você, saiba escolher seus adversários. E essa esquerda globalista, mezzo Emmanuel Macron mezzo Justin Trudeau, é que deveria estar apitando no seu radar.
-"Acredito" no Programa do Bial 
- "Grupo de jovens lança o 'Acredito', um 'MBL progressista'" - 28/03/2017 - Poder - Folha de S. Paulo
Texto: Alexandre Borges, Facebook, 29-8-2017

2 comentários:

  1. O movimento, previsto para ser lançado oficialmente em abril sob o nome de "Acredito", terá apoio da Raps (Rede de Ação Política pela Sustentabilidade), criada pelo empresário Guilherme Leal, da Natura, e de outras fundações. Leal foi candidato a vice de Marina Silva (hoje Rede, à épca PV) em 2010.

    ResponderExcluir
  2. VÍDEO DA SEMANA: NÃO ACREDITO!
    No vídeo desta semana, falo uma vez mais do elo entre capitalistas bilionários e a esquerda, usando como base o movimento Acredito, que conta com o apoio de gente como Guilherme Leal, da Natura, e Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil. Apesar da nova embalagem, o conteúdo é o mesmo de sempre, o velho esquerdismo:
    https://youtu.be/6CL_TMjD44M
    Rodrigo Constantino

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-