domingo, 26 de julho de 2020

Doria esquece Uip e critica cloroquina: ‘É um perigo’

Governador de São Paulo aproveitou para tecer críticas ao presidente Jair Bolsonaro

Cristyan Costa

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), aproveitou uma entrevista na sexta-feira, 24, para criticar a hidroxicloroquina e alfinetar Jair Bolsonaro. “É um perigo”, afirmou ao jornalista José Luiz Datena. “Eu lamento que o presidente insista em apresentar a cloroquina como algo salvador. Aliás, eu indago: se é salvador, por que ele adquiriu a covid-19?”.

Doria, contudo, parece ter se esquecido que tudo leva a crer que o infectologista David Uip, ex-coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, tomou o remédio para vencer a doença. Na época em que foi contaminado, uma receita médica em nome de Uip e assinada pelo próprio infectologista vazou nas redes sociais.


Embora tenha se recusado a revelar se tomou a hidroxicloroquina, Uip já disse que não é contra a administração do remédio. No início da pandemia, ele chegou a indicar a droga para o então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Título e Texto: Cristyan Costa, revista Oeste, 25-7-2020, 13h41

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-