sábado, 27 de outubro de 2012

Protestos em passeatas arruínam o breve sucesso eleitoral de Hugo Chávez

Francisco Vianna
Meus contatos em Caracas me dizem que a breve maré de sucesso do caudilho venezuelano, após a sua vitória eleitoral, parece estar se arruinando com uma série de manifestações de descontentamento por parte da população, não apenas na capital do país, mas também nas principais cidades, promovidas por centenas de pessoas que estão indo para as ruas diariamente para protestar contra a falta de moradias, a baixa qualidade e mesmo inexistência de diversos serviços públicos, além do mais alto índice de crimes da América Latina. Tais fatos levam esses amigos que me escrevem a afirmar que uma percentagem considerável de venezuelanos votou na reeleição de Chávez por puro medo de represálias das mais diversas formas, da perseguição por parte da militância comunista ‘bolivariana’, até o medo de perder o emprego.
Só nas últimas semanas de outubro, tais passeatas e manifestações de insatisfação social somaram 315 eventos em todo o país, o que, para muitos e segundo o OVCS (Observatório Venezuelano de Conflito Social), significam que as pessoas estão perdendo a paciência em face da deterioração da qualidade de vida e a ineficiência do estado socialista e centralizador em sequer abordar tais problemas, como se a opinião pública realmente não existisse ou tivesse qualquer importância para o regime do país.
Mesmo correndo o risco de ir para a cadeia, pois o caudilho converteu tais manifestações públicas em “crime contra a segurança do estado” – que pode acarretar até anos na prisão - “as pessoas estão indo para as ruas quando todas as instâncias de governo já se mostraram incapazes ou desinteressadas em responder ao que o povo exige de seus governantes. Tudo leva a crer que a repressão governamental vá se intensificar em função do aumento da insatisfação popular e da falta de soluções administrativas, agravada em grande parte pela escassez de alimentos nas prateleiras dos supermercados e de uma assistência médica progressivamente caótica”. 
Título e Texto: Francisco Vianna, 27-10-2012

Chavéz, foto: Jorge Silva/Reuters, 06-10-2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-