terça-feira, 31 de março de 2015

“Maioridade aos 16 anos é pouco”

Vitor Grando
A resposta mais estúpida que se pode dar ao enrijecimento de penas a crimes hediondos é a máxima "Isso não resolve!". Quando a discussão é sobre pena capital: "Isso não resolve!". Quando é sobre redução da maioridade penal: "Isso não resolve!"

Ora essa, mas que raio é capaz de "resolver" o problema da criminalidade? Nada. Só em teorias políticas ilusórias pode-se imaginar um Reino de Deus na Terra. O mundo real é mais tenebroso e os criminosos sempre teremos conosco.

É claro que a redução da maioridade penal não vai resolver o problema. Não se prende um assassino, um estuprador, um corrupto, um ladrão com o objetivo de alcançar a resolução de um problema que - obviamente - sempre teremos.

Ou seja, da persistência da criminalidade não se pode inferir que penalidade nenhuma é eficaz. Isso seria uma lógica pra lá de tortuosa. Se o encarceramento de um "dimenó" assassino de nada nos serve, por que razão nos serviria o encarceramento de um adulto? A implicação lógica do raciocínio daqueles que são contra a redução é a abertura dos portões das presidiárias deixando os marginais à solta, afinal... prender não resolve, não é?

Maioridade aos 16 anos é pouco. Um menor capaz de ser tão sangue frio a ponto de fazer algo como o exposto no vídeo abaixo tem de ser preso a despeito da idade sob risco de punirmos outras vítimas inocentes em nome de um suposto "direito" do adolescente.
Título e Texto: Vitor Grando, 31-3-2015

Menor diz que matou mais duas pessoas além de jovem executado em vídeo
O adolescente de 16 anos que aparece em um vídeo executando o jovem Marcos Vinícius Monteiro Caixeta, 18 anos, disse à Polícia Civil que já matou outras duas pessoas.
Segundo o delegado Kelyton Manoel Dias, titular da Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai) de Goiânia e responsável pelo caso, a revelação foi feita durante uma conversa informal. A polícia apura a veracidade desses homicídios.


Relacionados:

7 comentários:

  1. Sensacional. Argumento definitivo.
    Valeu Vitor Grando!
    Circe

    ResponderExcluir
  2. Os repórteres da Bandeirante e da Record em seus programas diários tem mostrado horrores praticados por cruéis assassinos "Di Menor", que são recolhidos e poucos dias depois soltos pela justiça.Claro que os bandidos acima da maior idade são muito espertos e se utilizam dos "Di Menores", com o único proposito de que sejam presos e após o pagamento de fiança michuruca são postos em liberdade condicional..
    A JUSTÇA BRASILEIRA, "Velha e Capenga",só penaliza para valer os pobres furtadores de Supermercados e similares, enquanto os assassinos cruéis e confessos entram por uma porta e sai por outra, pois, seus "negocioso" são rendosos que possam pagar bons Advogados que buscam nas entre linhas do Código Civil uma saída. Sei que sofrerei criticas por defender maior rigor e ser favorável a pena de morte para os incorrigíveis que praticam barbáries e são sustentados pelo Estado, naturalmente com o dinheiro dos contribuintes, milhões de assalariados de baixa renda. MATOU SEM UMA JUSTIFICATIVA (DEFESA PRÓPRIA E/OU, DE OUTREM), CORREDOR DA MORTE E EXECUÇÃO APÓS JULGAMENTO.
    Ah! O mundo evoluiu fantasticamente e as " Nossas Leis da Justiça é pouco mais novas que eu, temos que batalhar para modifica-la em todos os sentidos.

    Nelson Schuler

    ResponderExcluir
  3. INDEPENDENTE DA IDADE, SE COMETER UM ASSASSINATO TEM QUER SER PRESO E SE ISSO NÃO RESOLVE O PROBLEMA DA CRIMINALIDADE, PELO MENOS PUNE QUEM COMETEU O CRIME...SIMPLE ASSIM. ou seja, PRENDER UM ASSASSINO NÃO É PRA RESOLVER O PROBLEMA DA CRIMINALIDADE E SIM PARA FAZER JUSTIÇA punindo o assassino.Câmbio

    Cmte Goes

    ResponderExcluir
  4. a lei tem que se aplicar não pode conter brechas pois bandido e bandido não tem idade .

    ResponderExcluir
  5. Prender um assassino é afastar um criminoso do convívio social. É notório que a criança pode ser treinada para se tornar um assassino - vejam os vídeos do Jihad. Em São Paulo o pai e a mãe, policiais, treinou o filho para usar a pistola automática e foram vítimas do próprio filho. O problema das autoridades é a falta de uma prisão exclusivamente para crianças, o que é caro no Brasil - Pátria Educadora. Alberto Jose

    ResponderExcluir
  6. Algo tinha que ser elaborado para deter a criminalidade . A bandidagem adulta vai começar a recrutar menores de 15 e 14 anos para tomar o lugar dos , então agora, maiores de 16 anos ( isto se vingar a proposta e for sancionada a lei pela presidente) .
    As cadeias no Brasil são pocilgas de 5ª categoria . Muitos porcos até rejeitam.

    Sidnei Oliveira

    ResponderExcluir
  7. Fingir, apenas fingir ser um ser espiritual em experiência humana, poderia levar-lhe a sentir-se um ser imortal. Seu físico é mortal, mas você é imortal.
    Sentiu a perfeita inexistência da morte?
    Há muitas críticas e julgamentos incessantes, no que divertida-mente costumo dizer de engenheiros de obras prontas.
    Por que não pensar em soluções?
    Quando todas as crianças deste mundo, tiverem as mesmas oportunidades ao nascer ...
    Sem raça sem cor sem credo sem religião ricos e pobres doentes e sãos ... o que poderá acontecer? Utopia de uma Nova Sociedade? Poderia começar bem agora?
    Contudo se você só enxerga a morte em tudo, até temer a morte como comumente acontece, continue matando e mandando matar, mesmo em pensamentos que acabam acontecendo.
    Ops, foi só uma idéia utópica evolutiva! Tentativa de diálogo em meio de tantos monólogos.

    Ivan A Ditscheiner

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-