domingo, 27 de dezembro de 2015

2015 = Um ano só de lágrimas

Almir Papalardo

Adeus Ano Velho... Adeus 2015... Vá embora, na certeza de que no decorrer de todo o período fez um estrago incomensurável aos indefesos velhinhos, desamparados aposentados, já na reta final da existência, quando, por pura crueldade e sadismo, lhes foram tirados mais um grande pedaço da sua já quase extinta dignidade.  

Foi um ano que certamente não deixará saudades para aposentados e pensionistas do RGPS. Sem dúvida, foi um dos piores, talvez o mais perverso entre todos, em duas décadas de menosprezo, quando, mais intensamente, tripudiaram sobre estes segurados, trucidando aqueles que ganham mais de um salário mínimo.

Além dos já habituais cortes anuais no nosso poder aquisitivo, aplicaram-nos uma cruel tortura mental, psicológica, uma perversa lavagem cerebral, discriminação considerada em qualquer país que tenha um pouquinho de justiça social voltada para o povo, principalmente para as pessoas idosas, como um crime passível de punição. Brincaram com o nosso projeto 01/07 (mesmo percentual do SM) durante todo o decorrer de 2015, como se fossem peças de xadrez, que pode-se mudar a todo momento, inesperadamente e a qualquer hora, de posição!

Preconceito é crime em qualquer lugar do mundo como também o é aqui no Brasil! E o aposentado brasileiro é muito discriminado, talvez o segmento mais descartado, injustiçado e punido da sociedade. Preconceito, maus tratos e discriminação escancarada, não se preocupa mais o governo e aliados, por questão de decência ou moralidade, pelo menos, de disfarçar e esconder tal massacre! Não precisaria ser assim se no Brasil realmente existissem governantes equilibrados, capazes, sensatos, coerentes, humanos e justos! 

Um governo confuso e perverso da presidente Dilma que em cinco anos de gestão teve a frieza e coragem de tirar dos aposentados mais 15,07%, que somado ao surrupio dos outros dois presidentes anteriores, alcança o absurdo percentual superior a 80% de defasagem nos nossos proventos! É como tirar doce da mão de uma criança... Causa-nos revolta e repúdio ao ver que vaquinhas de presépio do governo, desvergonhosamente, pegar num microfone para falar somente contra os sagrados direitos dos aposentados! Passam panos quentes na má gestão governista.

Com total indiferença o governo apunhalou-nos, demonstrando o quanto nos despreza, tachando em alto e bom som que os nossos projetos são verdadeiras "pautas bomba"!! Pertence o aposentado ao único segmento de trabalhadores que é submetido a um retrocesso e degradação em seu poder aquisitivo, caminhando célere para ser reduzido apenas para UM SM. Isto vai minando silenciosamente a autoestima e a saúde já debilitada do aposentado, descaracterizando, como não poderia deixar de ser, o slogan da nossa querida Bandeira, "Ordem e Progresso", que ficaria melhor adequado para o previdenciário, se anunciasse: Desordem e Desprogresso!

O ano de 2015 foi sim terrível para aposentados e pensionistas, mesmo conseguindo a proeza do nosso projeto acima mencionado ter ido para a pauta de votação. Recebemos atônitos e nocauteados, uma forte ducha de água fria, porque, a intransigente presidente Dilma, como uma mandatária frívola, insensível, confirmando a sua já conhecida má vontade política contra segurados do setor privado, vetou o projeto, que fora depois de muitas discussões plenárias, aprovado!

Nem tudo estaria perdido! Nossas esperanças foram novamente reacendidas quando a análise deste veto foi para o Congresso, para ser debatido e analisado, quando, dávamos como certa a sua derrubada. Se o projeto já fora aprovado pela maioria dos congressistas, por que agora, decorrido pouco tempo depois, não seria confirmado? O veto seria pela lógica e coerência, facilmente derrubado!

Mas, não foi o que vimos! Coisas que só acontecem mesmo com os pobres aposentados, ganhamos mas não levamos! Foram 211 votos a favor da derrubada do veto, contra 160 picaretas que votaram pela sua manutenção e mais 12 covardes omissos que se abstiveram de votar, tendo ainda, 14 parlamentares, que optaram pelo trancamento da pauta, isto é, "quero mesmo e ver o circo pegar fogo". Para a efetiva derrubada do veto seriam necessários 257 votos favoráveis... Quanta "burrocracia"! Quanta perseguição fútil e desleal contra os mártires aposentados!

Assim foram as nossas esperanças escoadas pelos traiçoeiros e vergonhosos ralos sugadores de direitos dos trabalhadores! Voltou tudo para a "estaca zero", depois de uma longa espera de dezoito anos, período em que teimosamente nos massacram! Agora, quando teremos, e se ainda teremos, uma nova chance de "Alforria"? Quantos aposentados já morreram e quantos ainda morrerão sem ver a justiça restabelecida?! Sofra aposentado..., até que surjam no comando do Brasil mandatários de melhor qualidade política, que somente acontecerá, quando os caolhas eleitores valorizarem de fato os seus preciosos votos!

Um "Réveillon" esplendoroso para todos os amigos e esperançosos votos para termos afinal um NOVO ANO mais feliz e mais acessível aos direitos dos eternos e injustiçados aposentados...
Título e Texto: Almir Papalardo, 27-12-2015

Relacionados:

Um comentário:

  1. Caríssimo Almir, um Novo Ano!
    As esperanças se renovam! Mas a Realidade é Cruel!
    Este é o nosso Brasil, onde o Povo tem sua culpa!
    Abraço,
    Volkart

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-