sábado, 8 de julho de 2017

Emmanuel Macron ou Donald Trump?

Maio de 2017, foto: Reuters

João Pereira Coutinho

Donald Trump não para. Agora, partilhou um vídeo – um meme, para usar a linguagem apropriada – onde surge a agredir um lutador de wrestling que tem na cabeça o logo da CNN.

Os jornalistas horrorizaram-se com a cena. O mundo também. Apesar de tudo, eu considero um progresso. Nos saudosos tempos de Theodore Roosevelt, a luta não era a fingir: o presidente gostava de boxe (sempre um bom sinal), praticava o desporto desde os tempos juvenis e chegou a promover combates na Casa Branca. Nem sempre correram bem: cegou de um olho depois de um jab bem metido. Foi um dos segredos mais bem guardados da sua presidência.

Mas divago. Porque o meu ponto é outro: Emmanuel Macron. O leitor leu muito sobre Trump. Mas será que o informaram que Macron, quebrando a tradição, não tenciona conceder a habitual entrevista do Dia da Bastilha? Os assessores explicaram porquê: o pensamento elaborado de Macron não se adapta aos maniqueísmos da pergunta-resposta. “É demasiado complexo”, disseram.

Por outras palavras: na sua obsessão paranoica e grotesca com os jornalistas, Donald Trump concede-lhes uma importância obviamente desproporcionada. Importância e, sejamos honestos, uma fonte permanente de falatório e receitas.

Macron, pelo contrário, não espanca jornalistas. Limita-se a passar-lhes um atestado de imbecilidade intelectual.

Se eu fosse jornalista, preferia apanhar.
Título e Texto: João Pereira Coutinho, SÁBADO, nº 688, de 6 a 12 de julho de 2017

Relacionados:

Um comentário:

  1. GRAN PUTA QUE PARIU. MACRON É UM PROTOFASCISTA TRUMP UM PROTECIONISTA ISSO IRRITA OS IMBECIS.

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-