sábado, 8 de julho de 2017

Emmanuel Macron ou Donald Trump?

Maio de 2017, foto: Reuters

João Pereira Coutinho

Donald Trump não para. Agora, partilhou um vídeo – um meme, para usar a linguagem apropriada – onde surge a agredir um lutador de wrestling que tem na cabeça o logo da CNN.

Os jornalistas horrorizaram-se com a cena. O mundo também. Apesar de tudo, eu considero um progresso. Nos saudosos tempos de Theodore Roosevelt, a luta não era a fingir: o presidente gostava de boxe (sempre um bom sinal), praticava o desporto desde os tempos juvenis e chegou a promover combates na Casa Branca. Nem sempre correram bem: cegou de um olho depois de um jab bem metido. Foi um dos segredos mais bem guardados da sua presidência.

Mas divago. Porque o meu ponto é outro: Emmanuel Macron. O leitor leu muito sobre Trump. Mas será que o informaram que Macron, quebrando a tradição, não tenciona conceder a habitual entrevista do Dia da Bastilha? Os assessores explicaram porquê: o pensamento elaborado de Macron não se adapta aos maniqueísmos da pergunta-resposta. “É demasiado complexo”, disseram.

Por outras palavras: na sua obsessão paranoica e grotesca com os jornalistas, Donald Trump concede-lhes uma importância obviamente desproporcionada. Importância e, sejamos honestos, uma fonte permanente de falatório e receitas.

Macron, pelo contrário, não espanca jornalistas. Limita-se a passar-lhes um atestado de imbecilidade intelectual.

Se eu fosse jornalista, preferia apanhar.
Título e Texto: João Pereira Coutinho, SÁBADO, nº 688, de 6 a 12 de julho de 2017

Relacionados:

Um comentário:

  1. GRAN PUTA QUE PARIU. MACRON É UM PROTOFASCISTA TRUMP UM PROTECIONISTA ISSO IRRITA OS IMBECIS.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-