sexta-feira, 15 de junho de 2018

[Aparecido rasga o verbo] A seleção está em campo. Qual delas?!

Aparecido Raimundo de Souza

A COPA DO MUNDO COMEÇOU. Com ela, entraram em ação os nossos ases da Copa, e, igualmente, os azares da Capa dos Imundos. Todos se posicionaram, cada um na sua marcação previamente ordenada. Uns se preparam, para, realmente, fazerem gols bonitos e inesquecíveis. Outros para placarem gols (contra), ou seja, por debaixo dos panos, os jogadores darem vida às novas cartadas que surgirão, enquanto os Manés e os Trouxas, bem ainda as Marias e as Joaninhas viajarão (diante de seus televisores, radinhos de pilhas, Smarts fones, iPhones, consoladores de cornos adaptáveis para  ouvidos entupidos, Wi-fi’s e outras bobagens), com os semblantes estáticos e as cucas apatetadas. Viva a Copa do Mundo. Viva a Capa dos Imundos. Chegou a hora de viajarmos além da nossa imbecilidade alucinante na maionese dos nossos mais obscuros espantos.

O mundo que se exploda no grau da sua pior dessintonia apática. Os imundos que se fortaleçam além da cronologia comum e explicável. Cada vez mais couraçada e absconsa. O importante, agora, é torcer. Torcer, torcer, torcer até as veias dos pescoços ficarem vermelhas de emoções e as vozes roucas, junto com as gargantas bastardamente fenecerem afônicas. Vamos torcer pela Seleção Brasileira de TITE, enquanto a outra Seleção, a da Capa dos Imundos, do técnico PODER, de igual forma, exija de seus arúspices a começarem logo, e sem mais delongas, mostrarem para que treinaram tanto e, sobretudo, para que vieram. A câmara de Rodrigo Caia deve ter um amontoado de bostas para votar. O senado federal de Comício de Oliveira, idem.

Sem falarmos no STJ, o Tribunal da “Demo- Sem cracia”, com seus bizarros e pulcros personagens das terras do nunca, intocáveis e sacrossantos, encabeçados pela esquelética e carcaçeada Carnem Bife Lucia. Essa galera de ossos e cartilagens ultrapassadas deverá aproveitar a babel da torre, para votar assuntos importantes e urgentes, repetindo, enquanto os boçais berram e urram os nomes de seus ídolos. Neymar, Alissom, Cássio, Danilo, Fagner, Marcelo, Felipe Luiz, Thiago Silva, Casemiro, Fernandinho etc. etc., e sonham com os fantásticos chutes de seus basculhados pés de ouro para os encantamentos das redes balouçantes dos nossos adversários famintos pela traça. Desculpem. Taça.


Viva a Seleção de TITE. Viva a Seleção PODER de Carnem Bife Lúcia. Por falarmos nela, vejamos a escalação da sua rapaziada. Dias e Semanas Toffoli, Gilmar Pendes, Ricardão Lewandowski, Celso de Mello Mellado (o deuocano, perdão, decano), Luiz Fuxca, Rosa Espinhosa Weber, Roberto Carlos Barroso, Edson Aipim, Alexandre de É uma Brasa e Moraes. Será que esquecemos do patronímico de alguém?

No mesmo galope do Pégaso pelas ruas e avenidas de Moscou, a Seleção de TITI pelejará pelo Hexa e a nossa Seleção de Brasília (o penico de merda do mundo), para apreciar os hexas “causus” inadiáveis e reportados imperiosos e prementes, recursos dos tipos “Colocaremos uma pá de cal, ou não, no fórum privilegiado para ladrões, ou deixaremos somente para os que não coçarem os bolsos diante de nossa poderosa corte liberando umas malinhas de dinheiro para nossas regalias mais prementes?! Foro para pobres, fodidos e pretos, nem pensar! Vamos acabar com as prisões relâmpagos, ou as odiosas conduções coercitivas?”.

“O mais importante: Lula sairá da gaiola, ou permanecerá enjaulado?” “Botaremos o “peidista” na rua ou esperaremos até Bolsonaro mandar a ‘baba combinada’ para manter o cachaceiro na cadeia até depois das eleições? Acaso esse Bolso não “esquecerá” dos nossos cansados fundilhos?! Bolsonaro é meio capcioso, esperto, malandro... de repente nos deixará a ver navios... e Brasília, desgraçadamente, não tem navios. Tampouco um mar de águas azuis para encantar a nossa sapiência retórica insubstituível e inatacável...".

Entendemos que os nossos ministros patriotários deveriam (nesse momento tão importante e auspicioso para a sociedade brasileira, afinal estamos vivendo a COPA DO MUNDO NA RÚSSIA), relaxar, destravar, distender, abrir a guarda, e deixar o Lula desfrutar alguns dias em seu sítio na caliente e reconfortante Atibaia onde está situado o Monumento Natural de Pedra Grande, vez que o tri... tli... trispéis.. trisplex... foi para as cucuias. Com certeza, seus apaniguados perderiam algumas horas em peregrinações ao bucólico e aconchegante lugar. Não somente para uma visita de cortesia, ou descargo de consciência. Igualmente para fomentarem a sua previa candidatura para o próximo pleito, que, por sinal, se avizinha a passos largos de elefantes encurralados.

Como bem sabemos as urnas e os futuros candidatos a sanguessugas “mamadores” estão em nossas portas, nos atropelando o cotidiano. Coçando as barbas do povinho e comichando os cavanhaques da raia miúda. Não podemos deixar o pobre e indefeso Lula a ver agentes federais, e pasmem senhoras e senhores encarcerado com seus indefesos botões. Afinal de contas, nem os botões estão aguentando as suas divagações e chorumelas.

A Corte “suplema” deveria, diante desse quadro lastimoso, também, liberar os “outros inocentes fichas limpas” Educardo Campos de Futebol, Totonho Paloccicci, tendo em vista que os demais pilantras como Maubomluf, José Desceu, e outras personalidades ilustres envolvidas em escândalos deram uma banana bem grande para o juiz Moro. A Seleção de Carmem Bife Lucia deveria deixar que esses castos e virgens, pudicos e donzelos, voltassem para seus lares.

Consequentemente para suas esposas, amantes, companheiras, amásias, filhas e netos e às velhas e surradas falcatruas de todo o para sempre, AMÉM. Deixaremos aqui um apelo veemente. Senhores do STJ (Somos todos Jogadores, a Copa, a Copa, não se esqueçam da Copa), estamos na Rússia. As cartas devem ser colocadas na mesa agora. Para que esperar mais? INTERVENÇÃO MILITAR JÁÁÁÁÁÁÁÁ... JÁ, JÉ, JÍ, JÓ JÚÚÚÚÚÚÚÚ!...

Não deveríamos. Entretanto, em consideração aos nossos leitores e amigos, e numa especial deferência pelo fato de termos tocado no assunto, se houvesse uma intervenção agora, mais tardar amanhã... se daqui a algumas horas Michel Jackson Temer, hipoteticamente tomasse uma pernada nos colhões... quem continuaria a sentir o calor de seu rabo na sucessão dos frontispícios do País?

Dito de forma descomplicada: quem assumiria as benesses de seu carguinho? O nosso “ábil” Rodrigo Caia, presidente da câmara? Sim!  Ora pois, pois. E se acaso a intervenção fizesse o Rodrigo beijar literalmente o chão onde pisa? Quem pularia de bunda na sua cadeira? Pelas leis brasileiras, se escorregasse o Rodrigo, entraria em cena, a chilrosa Carmem Bife Lucia.

A “menas” que a intervenção desse uma cacetada bem dada na moleira de cada um e despachasse o trio para os quintos. Concluindo: se a intervenção surgisse do nada, como um coelho saído da cartola de Dilma Rouboussett, por exemplo, seriam necessários fossem abatidas essas três velhas raposas. Todavia, alto lá, caros leitores e amigos. A nossa Constituição Fedemal, apesar de feder mal, não prevê, em seus artigos, a tal da INTERVENÇÃO.

No pior dos mundos, vamos supor, se houvesse quem seria o interventor? O general de pijamas Antonio Hamilton Martins Mourão??!! Frente a essa grandiosa dúvida sem precedentes, queremos deixar registrado que somos jornalistas burros e tapados. Daí implorarmos a alguém que nos dê uma explicação plausível e sobejamente cristalina.

As gentalhas, como estamos vendo por aí, querem a intervenção. “Intervenção já” apregoam os incautos, impacientes, afogueados. Pois bem! Reparem amados. Esse “já” se daria quando? Na verdade, caros leitores, nem eles, maiores interessados saberiam responder. A escumalha, nesse dado momento histórico está voltada para a Copa do Mundo. Para a Seleção Brasileira de TITE. Neymar, Alissom, Cássio, Danilo, Fagner, Marcelo, Felipe Luiz, Thiago Silva, Casemiro, Fernandinho e por aí segue. A intervenção ficará (como já ficou) para depois. Agora não prevalecerá às mortes de policiais, de civis, de pais de família, de crianças.

Que se danem os atropelamentos. Os prédios caindo. Os desabrigados do Paiçandu. Que se afumentem os motoristas que dirigem embriagados. Não interessa se os PA’s e as UPA’s estejam atendendo a população, ou se falta médicos ou remédios para os idosos e carentes. Não faz a menor diferença se a desvalorização do real aumentou, se a gasolina custa os olhos da cara, ou se a cesta básica sumiu dos supermercados. Danem-se, acaso os caminhoneiros voltarem a fazer greve; se o país parar; se Lula irá para a rua, ou se Jair Bolsonaro trará escondido, na sua loucura de desenvolvimentiras, planos sérios para tirar o Brasil do fundo do buraco. Nesse momento mágico de euforia incontida, o que prevalece, o que faz a diferença, é a Copa do Mundo. A Nossa seleção em Campo. A seleção de TITE. A Seleção da Capa dos Imundos, no comando do técnico PODER, que faça dessa nação de mal famintos, e precariados, o que bem entender. Enquanto os bastardos sonham com o hexa, a seleção de Carmem Bife Lucia vota.

Nossos “onrosos” magistrados discutirão, à mesa posta, se mimosearão, trocarão tapas, mordidas, farpas. Diplomacia, a moda da casa. Gente não haverá de faltar para aplaudir. O circo, por seu turno, não poderá estancar suas funções. Jamais! O picadeiro, quando vazio, ambula ao acaso da imensa solidão que prevalece. Pira a cachola oca dos palhaços e arrelias. Viva a Copa do Mundo. Viva a Seleção TITEANA. No mesmo vento ventania, nessa caravana de malucos, as ‘Capas’ dos nossos togados se agitarão, tremularão, desfraldarão, bruxulearão... “Vamos votar a tabela dos fretes? Não, melhor empurrarmos para a barriga mais um pouquinho o caso Lula? Não! E o Palocci? Por que deixar o Eduardo Cucunha para depois? Que tal botarmos a justiça de castigo no banco dos réus e esvaziar o Complexo da Papuda? A Papuda superlotada, cheia, com “clientes famosos” saindo pelas culatras, se tornará prejuízo para nós. Mais trabalho, mais lengalenga. Quem pagará a conta? O Temer?”.

- Viva a Copa. Viva a Copa do Mundo. Viva a Capa dos Imundos...
- Viva TITE...
- Viva Neymar, o fenômeno!
- Que é isso, gente! O fenômeno não é o Ronaldinho?
- Olha o Hexa!
- E o Brasil, nessa balbúrdia toda, nesse emaranhado de putas e veados, como é que ficará??!!
 - O Brasil, meus caros, o Brasil que vá pentear macacos na casa do caralho.
Título e Texto: Aparecido Raimundo de Souza, jornalista. De São Petersburgo, na Rússia. Copa do Mundo 2018

Colunas anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-