quinta-feira, 21 de junho de 2018

Celulares chineses e russos espionam conversas

ABIM

O Departamento de Defesa dos EUA proibiu a venda e o uso em suas instalações de celulares das marcas Huawei e ZTE. O Pentágono teria descoberto que esses aparelhos representam “um risco inaceitável”, pois serviriam à espionagem chinesa. O Pentágono apoiou tal decisão em audiência no Senado, da qual participaram os responsáveis máximos pelas agências de segurança e de inteligência do país, incluídas a CIA e o FBI. Todos coincidiram em apontar que esses produtos fabricados na China estão sendo utilizados por Pequim para espionar informações confidenciais.

O mesmo risco de espionagem ocorre atualmente na Rússia. Tendo em vista a copa do mundo no império do neo-Tsar Putin, o diretor do Centro Nacional de Contrainteligência e Segurança dos Estados Unidos, William Evanina, em comunicado alertou aos americanos que viajariam para assistir aos jogos mundiais: “Se pretende levar celular, laptop ou qualquer aparelho eletrônico, fique sabendo: todos os dados que eles contêm (principalmente informações pessoais) podem ser acessados pelo governo ou pelos cibercriminosos russos.”
Título e Texto: ABIM, 20-6-2018

Relacionados:

Um comentário:

  1. Nenhuma novidade quanto as espionagens através do celular.
    Desde o ano 2014 o Ear Spy é um aplicativo que consegue amplificar os sons do ambiente e enviá-los para o fone de ouvido de dispositivos Android e iOS. Os usuários poderão utilizá-lo tanto para espionar conversas de outras pessoas ao redor quanto para ouvir o que se passa em um outro cômodo da casa, utilizando um sistema de fone bluetooth. Falei e Fui!

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-