quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Presidente do PSL diz que equipe de transição terá 52 pessoas

Gustavo Bebianno afirma que grupo seguirá para Brasília na próxima semana caso Jair Bolsonaro seja eleito como novo presidente do Brasil

Agência Estado


presidente do PSL, Gustavo Bebianno, disse nesta terça-feira (23) que, se for eleito presidente no domingo (28), Jair Bolsonaro vai anunciar uma equipe de transição composta por 52 pessoas e seguirá para Brasília em algum dia da próxima semana. "O dia exato ainda não está definido", afirmou.

Segundo Bebianno, não existe acordo entre o candidato do partido à Presidência e o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para adiantar a votação de projetos defendidos por Bolsonaro ou apoiar a reeleição de Maia à presidência da Casa.

"Zero conversa. Acredito que o presidente da Câmara não esteja preocupado com aquilo que seja do interesse do candidato Jair Bolsonaro, e sim com o que seja do interesse do Brasil. Vamos esperar o resultado da eleição", afirmou Bebianno, antes de acompanhar o candidato do PSL na gravação dos últimos programas para o horário eleitoral, no Rio.

Maia se encontrou nesta terça-feira (23) com representantes da "bancada da bala" no Rio. Segundo o líder da Frente Parlamentar da Segurança Pública, deputado Alberto Fraga (DEM-DF), ele prometeu levar ainda este ano à votação na Casa a modificação do Estatuto do Desarmamento. Maia não deu entrevista após o encontro. Horas depois, os parlamentares visitaram Bolsonaro, defensor da proposta.

A intenção de levar o projeto à votação da Câmara ainda este ano foi revelada pela Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo. 
Título e Texto: Agência Estado, R7, 25-10-2018

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-