sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

[Daqui e Dali] As ondas que captamos

Humberto Pinho da Silva

Já repararam que o nosso céu, o nosso espaço, é atravessado por imensas ondas de Rádio e TV, que se cruzam e se recruzam, percorrendo distâncias, quase infinitas?

Não as vemos, é certo, nem as sentimos, mas existem.

Como os aparelhos de rádio e TV captam as ondas, o nosso cérebro também sintoniza, não essas, mas outras, que não podemos ver, mas sentimo-las.

Nunca ouviram dizer: “Anda qualquer coisa no ar...”, referindo-se a mudança de regime ou calamidade? São “ondas” de boatos, de notícias tendenciosas, que a mente capta, e guarda no subconsciente.

Dizem: “Está na moda”; “Isto ou aquilo, é preconceito”; “Agora é assim.”; “Todos o fazem”.
E por que está na moda?!

Porque grupo de indivíduos, que têm o poder de influenciar, através da mass-media, conseguiu-nos hipnotizar, a tal ponto, que não somos capazes de pensar nem raciocinar, discernidamente.

Outrora, usavam a literatura; depois, o cinema; agora a TV, Rádio e Internet.

Servem-se de tudo (até das telenovelas,) apresentando-nos cenas e atitudes indignas, para nos narcotizar. O hábito de as vermos, adormece os nossos valores (quando os há) despertando o desejo de aceitar o que outrora rejeitávamos.

E aceitamos, porque não queremos ser considerados retrógrados e antiquados.

Adotamo-nos, então, à realidade, ao que a maioria aceita e acata.

Todavia, defendemo-nos, culpando companhias e o meio ambiente. Sem dúvida, que as pessoas que conhecemos ou vivem na nossa cidade, exercem grande influência, no nosso modo de pensar e agir; mas, é bom lembrar que cada um pode e deve, criar o seu próprio meio.

Se frequentarmos lugares sadios; se lermos livros edificantes; se assistirmos a espetáculos dignos; se escolhermos amigos respeitosos, edificaremos o nosso próprio carácter, com pensamentos positivos.

Claro que não é possível o isolamento, porque não somos uma ilha, nem isso seria útil; nem é necessário apartarmo-nos de tudo que é negativo; mas devemos pesar e confrontar tudo, com os nossos valores.

Ser responsável; ter princípios; ideias próprias; não se deixar levar pela corrente; e, muito menos, ser marioneta e imitador, é que forma o homem inteligente e de carácter.

Sejamos apenas nós próprios, e seremos felizes.
Título e Texto: Humberto Pinho da Silva.

Anteriores:
As lentes dos novos e dos velhos

8 comentários:

  1. Prezado Senhor Humberto: Confesso que o seu texto quase me levou às lágrimas. O que está escrito é muito mais do que uma narrativa, mas sim a tradução do que sentimos e vivenciamos diariamente e não conseguimos expressar. Só tenho que lhe agradecer pela LUZ que emanou através do seu pensamento em palavras. Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Convido a todos para lerem este texto tão importante em um momento delicado no mundo. Todos os seres deste planeta parecem viver algo que se assemelha a uma provação.

    ResponderExcluir
  3. O Senhor Humberto é exímio escritor e estudioso. É um dos maiores exemplos de que quando os homens na Terra querem, eles conseguem o melhor para sí e para todos.

    ResponderExcluir
  4. EU SOU LIVRE, NÃO TENHO E NUNCA VOU TER CELULAR, NÃO QUERO ENCONTRAR NINGUÉM NEM SER ENCONTRADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele fala das sintonias imperceptíveis à visão e audição. Por isso deu o exemplo dos celulares, satélites, som e etc..
      Somos interligados e as conexões humanas são constelares, principalmente as familiares.

      Excluir
    2. Aos burros...
      Nossos olhos percebem ondas no intervalo do espectro eletromagnético que corresponde à luz visível, cada frequência equivale à sensação de uma cor.

      Nossos ouvidos ouvem frequências noutra faixa.
      Nosso TATO sentem frequências e nosso olfato a identificação do cheiro através de frequências específicas.
      A voz é apenas emissão de frequências.
      Só que nesse universo de frequências do espectro eletromagnético, se fossem percebidas não usaríamos o microondas, nem telefones celulares no ouvido.
      fui...

      Excluir
    3. Já que você foi... aproveita e mostre as frequências invisíveis, principalmente as que você tem em volta da sua antena pessoal. rsss

      Excluir
    4. Deixe de ser azedo, homem!

      Excluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-