terça-feira, 22 de janeiro de 2019

[Aparecido rasga o verbo] “Bibi”

Aparecido Raimundo de Souza    

DURANTE MUITOS ANOS SERVI o Exército Brasileiro. E gostei da experiência, confesso. Tanto é verdade, depois de ter deixado a farda, continuei a caminhar como militar, a marchar, a fazer continência para os amigos e até a cortar o cabelo à Príncipe Danilo. O que é mais engraçado nesta história toda: com o mesmo cabeleireiro, o “Bibi”.

Naquele tempo, o “Bibi” possuía um salão humilde no centro da cidade de Vila Velha, no Espírito Santo, ou mais precisamente na Rua Sete de Setembro, logradouro este encostado na pracinha, de frente para o Convento de Nossa Senhora da Penha, Padroeira dos Capixabas e às costas do desusado prédio do Teatro Titanic.

Transferido para Andirá, no Paraná, minha boa e querida terra natal, tive o prazer de servir à pátria por aquelas bandas, durante mais ou menos uns dois ou três anos. No final deste tempo, regressei à Terra de Roberto Carlos e Rubem Braga, onde reconstruí minha vida normal, como civil, inclusive casando pela segunda vez e arranjando uma filha.

Muito bem. Semanas atrás me deu na telha (por insatisfação com um barbeiro arranjado às pressas), e saí a procurar pelo velho “Bibi”. Na verdade, gostava de cortar o cabelo com ele. Além de excelente profissional, se constituía também num ótimo sujeito e, como diria Carlos Drummond de Andrade, se vivo fosse: “amigo até debaixo d’água”.

Se me permitem os leitores uma singela comparação, o próprio Fígaro, com toda a sua fama, perdia para ele no escanhoamento de uma barba. Por favor, me perdoem os outros estilistas capilares. Não estou aqui para puxar a sardinha, ou melhor, a navalha ou o pente para o lado de ninguém. Como estava dizendo, me lancei à cata de “Bibi”, em seu salão.

E lá estava ele. Deveras! Firme e forte. Mesmo lugar, mesmo ponto, mesmos móveis, o mesmo espelho quebrado numa das pontas, sem falar na surrada cadeira “Ferrante” do tempo em que os bondes faziam final de linha na Prainha, ao lado do cais das barcas. Nesta busca, deparei com um senhor mais idoso, evidentemente, os cabelos poucos, numa careca farta que, de longe, reluzia.


Até aí tudo nos conformes. Ao chegar, me vi recebido com alegria e pompa pelo meu antigo barbeiro e amigo que, talvez, por me ver à paisana, achou que eu tivesse sido promovido a tenente, se redobrando por isto, em gentilezas e mesuras, consequentemente caprichando ainda mais no corte de cabelo.

“Bibi” se fazia impecavelmente solícito e extremamente bom. Sempre que lhe pedia algo relacionado com o desbaste, respondia com aquele seu jeitão risonho e delicado:
 - Sim, tenente, pois não, tenente, perfeitamente tenente!...
Fiquei sendo tenente durante muitos janeiros. Um dia lhe perguntei, de chofre:

- Por que você me chama sempre de tenente?
E ele, envergonhado, a cabeça baixa, as mãos ligeiramente trêmulas:
- Perdoe-me, capitão. Perdoe-me! Eu não sabia que o senhor tinha sido promovido.
Findo o trabalho, avexado, aperreado, não quis cobrar pelo serviço. Foi um custo danado fazê-lo receber a nota que lhe estendia.

Conclusão: permaneci no posto de capitão por um bom espaço de tempo. Veio, porém, novas mudanças de ares e, em razão disto, voltei a me distanciar de “Bibi”, desta vez, de modo definitivo, uma vez que fixei residência no Rio de Janeiro, onde, aliás, até hoje me encontro aportado. Não fosse por isto, certamente teria sido promovido a major ou, quem sabe, a tenente-coronel ou general.
Título e Texto: Aparecido Raimundo de Souza, jornalista. Da Lagoa Rodrigo de Freitas, Rio de Janeiro.

Colunas anteriores:

39 comentários:

  1. Opinião: "Difícil crer que um profissional do jornalismo confesse de maneira verossímil ter gostado ou gostar da carreira e dos princípios militares. Porém, cito como exemplo que após eu ter visto e ouvido com os meus próprios olhos e ouvidos o PALOCCI mudar (kkk...) de idéia, confesso não duvidar de mais nada neste mundo!" aaaahhh, os humanos!!! Como pode?

    ResponderExcluir
  2. Até Mario Sérgio Cortella mudou a opinião sobre os militares. Ontem ele estava presente na bancada do Jornal da Cultura e confesso que só não caí do sofá porque me segurei. rsssss....
    Só vejo petistas batendo continência pro nosso capitão. Só falta o HADDAD!

    ResponderExcluir
  3. Misericórdia! Quando pensamos que já vimos tudo neste mundo...

    ResponderExcluir
  4. Após a posse do capitão o trending topics de buscas na internet: Como tirar o mofo do CAM que estava na gaveta por décadas?

    ResponderExcluir
  5. Militar é sinônimo de dignidade e respeito. Nesta aula provavelmente a grande maioria faltou.

    ResponderExcluir
  6. Ia escrever sobre a delícia de ver a tinta escorrendo da pena do Aparecido para transformar algo tão banal em coisa gostosa de ler, para não falar nas hilárias promoções que poderiam ter conduzido o autor ao generalato, quando vejo as manifestações anônimas de uma mente obcecada contra os militares.
    Fiz serviço militar no interior (Tiro de Guerra) e sei separar a carreira militar dos militares. Eu não gostaria de seguir a carreira militar, mas nunca vi gente tão digna quanto os militares.Inclusive estou pedindo ao nosso chefe Jim Pereira licença para começar a publicar aqui, nos domínios do cão tabagista, minhas memórias do período militar brasileiro, em seis textos a serem editados por seis domingos subsequentes.
    Parabéns ao Aparecido por nos demonstrar que o talento narrativo pode transformar o banal em algo especial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia outra vez. Talvez compreenda numa 2ª tentativa...

      Excluir
    2. "Licença concedida", de muito bom grado!

      Excluir
    3. E quem disse que foi uma crítica aos militares, q-u-e-r-i-d-o? Pra quem se acha o centro do universo qualquer comentário é crítica. Acorda!

      Excluir
    4. Eu cada vez entendo menos os anônimos!

      Emitem opiniões, mas, ou se envergonham das mesmas ou há certo receio da reação.
      .
      Postam e comentam sobre tudo, mas não se dão a conhecer!

      São como cães latindo ao longe, na madrugada!
      !
      Por vezes raivosos outras vezes com medo, mas não conseguimos saber exatamente o que querem, e o que os incomoda!

      Se for a intenção tirar o sono de outros, lamento informar que seus latidos não encontram eco, em quem tem equilíbrio emocional.

      Ou como dizia aquele famoso colunista;... Os cães ladram enquanto a caravana passa!

      E aconselho... assinem!
      Estimularia o debate!

      Do contrário, responder ao anônimo tão produtivo, como discutir com as paredes!

      Pensem nisto!

      Paizote

      Excluir
    5. Agradeço o apoio - muito bem explicado - contra esses "cupins de blogues".

      No início, publicava, modo de os leitores irem conhecendo as reações anônimas e covardes que íamos recebendo.
      Continuei.
      Mas chegou a um ponto em que UM anônimo, ou anônima, tanto faz, deixa dezenas de caganitas de cupim nos mais recentes posts.

      Excluir
    6. Quem escreveu foi seu Dega aqui, Pedro Frederico Caldas, mas, não sei por que (deve ser minha eterna barberajem com computador), saiu como anônimo. É a segunda vez que isso acontece comigo, ao comentar aqui. Peço ao amigo que me desceu o porrete por me considerr um anônimo, ao próprio Jim Pereira ou a quem mais apelar possa, uma orientação de como devo fazer para não parecer mais anônimo do que já sou. Por via das dúvidas, vou repetir meu nome: Pedro Frederico Caldas, uma pessoa sempre no anonimato mas que não quer ser um "anônimo".

      Excluir
    7. Fred, o seu "anonimato" foi captado por mim, tanto que respondi: "licença concedida!"
      E Paizote tem a sensibilidade mais do que suficiente para diferenciar o "anônimo" casual, aquele que se atrapalhou com o blogger, do anônimo espalhador de caganitas de cupim.

      Excluir
    8. Exatamente!

      Paizote

      Excluir
    9. Minha resposta ao Unknown no comentário de 22 de janeiro p.p as 16.38.
      Obrigado por suas palavras ao meu texto. Tansformar o banal em algo especial. A cada dia procuro melhorar. Forte abraço.
      Aparecido Raimundo de Souza
      Confins, Belo Horizonte.

      Excluir
  7. Aparecido cada dia me surpreende. Seja com seus textos metralhadoras giratórias, mandando bala em todo mundo,seja num texto engraçado. Escritor é assim mesmo. Igual bunda de juiz. Nunca a gente sabe o que vem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprenda que bunda de juiz da qual você se refere é bem mais limpa que a boca de muita gente.

      Excluir
  8. Todos contra todos/O ódio nosso de cada dia
    Escritor: LEANDRO KARNAL

    ResponderExcluir
  9. Quem rasga o verbo nos posts tem que aceitar que rasguem o verbo nos comentários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca me importei. Podem rasgar a vontade.
      Aparecido Raimundo de Souza, de São Paulo, Capital.

      Excluir
  10. Anônimos AQUI são uns bobões, cupins de blogues.
    Muitos (ainda bem!) contra a infiltração esquerdista (ao longo do século passado)/O ódio deles de cada dia (e faz tempo!).
    Ex-Comissário de Voo e Jornalista: JIM PEREIRA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os anônimos são aqueles leitores gropuslóquicos que têm medo de mostrar a cara. E eu descobri o motivo. A face deles é feia demais e poderia assustar aos demais que visitam diariamente a família "Cão que Fuma".
      Aparecido Raimundo de Souza
      de Confins, Belo Horizonte.

      Excluir
  11. Obrigado, Jim! Mas como faço para não sair como anônimo? Qual é o truque?
    Pedro Caldas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Unknown. Não existe truque. A mágica é fácil e está visível aos olhos de todos.
      Forte abraço
      Aparecido Raimundo de Souza
      Confins Belo Horizonte.

      Excluir
  12. Mas vejam só que maravilha esse anônimo aí. De tanta barbeiragem somam-se 22... Não existisse quantos comentários seriam? Acho que ele atiça pra saber se vocês reagem.

    ResponderExcluir
  13. QUEM TEM PERFIL NO GOOGLE, QUEM USA O CHROME, QUEM TIVER UM G-MAIL NUNCA RESPONDE ANÔNIMO,MAS SE ESCOLHE A JANELA ANÔNIMO, PORQUE?
    Você pode criar seu perfil no google com seu e-mail pessoal.
    Quando você acessa o CHROME aparece no canto esquerdo da tela o ícone para entrar no seu perfil GOOGLE, todas as respostas não serão mais anônimas nos blogues, a não ser que faça a escolha.
    O PERFIL DO GOOGLE OFERECE ALGUMAS VANTAGENS:
    GUARDA SENHAS,
    CONTATOS,
    CARTÕES DE CRÉDITO
    PAGAMENTOS
    ENDEREÇOS,
    GERENCIAMENTO DE PESSOAS
    COM TOTAL SEGURANÇA
    Pois tudo só pode ser acessado pelo seu G-MAIL pessoal com sua senha exclusiva.
    Acesso todos os meus LINKS via chrome/gmail.
    Quando esqueço a senha de um site, basta acessar o controle de senhas do GOOGLE, através do g-mail.
    Peço meu i-food, uberbits tudo sem precisar do número do cartão.
    Meu antivirus AVG e meu Phoenix 360 me protegem 24 horas por dia.
    O AVG anual comprado direto dos representante, aqui em na AVG RS custou 88,00 reais em 3 vezes. Meu Phoenix 360, 59 reais em 3 vezes.
    Minha proteção é leve e real, sempre conectada.
    Uso um HD externo USB para DOWNLOADS.
    Inclusive dou uma DICA para quem tem travamento de MOUSE por alguns segundo quando digita ou espera carregar um site:
    Desligue o sistema de battery power do Windows.
    Este sistema fica analisando teclado e mouse para religar o computador da hibernação 24 horas por dia, a cada 3 minutos.
    fui...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanderlei Rocha, aprendi e Ka estou usando ,vide está postagem!

      Excluir
    2. Paizote e Vanderlei. Meu perfil com foto às vezes aparece, às vezes não. Quando não aparece, eu deixo nome completo, e-mail e a cidade de onde estou no momento em que estou respondendo.
      Forte abraço aos dois.
      Aparecido Raimundo de Souza
      Confins, Belo Horizonte.

      Excluir
  14. Parabéns pelo excelente texto Aparecido.Adorei os comentários, embora alguns deles nada tem haver com o texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Carla Regina. Forte abraço
      Aparecido Raimundo de Souza
      Confins, Belo Horizonte.

      Excluir
  15. Estou pensando em reprovar todos os comentários "anônimos".
    Por enquanto vou atualizando o blogue...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Jim. Estou contigo. Reprova essa galera. Sigo com a ideia de só responder a quem tem o perfir visível.
      Abraços
      Aparecido Raimundo de Souza.
      Confins, Belo Horizonte

      Excluir
  16. Oi, Aparecido!
    Se tempo e inspiração tiver, talvez ainda hoje eu avise os nossos leitores da data limite de 'liberação' de comentários anônimos...

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-