terça-feira, 24 de março de 2015

Draghi: Portugal está a beneficiar das políticas dos últimos anos

Presidente do BCE responde no Parlamento Europeu a eurodeputada do Bloco de Esquerda, dizendo que Portugal está a beneficiar da estratégia que tem vindo a seguir.

Mario Draghi, foto: AFP/Getty Images

Nuno André Martins
Portugal chegou a um ponto em que pode aproveitar “por completo os benefícios das políticas” que tem vindo a executar nos últimos anos e é um dos países que testemunha a recuperação da zona euro, afirmou esta segunda-feira o presidente do Banco Central Europeu no Parlamento Europeu, numa resposta à eurodeputada do Bloco de Esquerda, Marisa Matias.

Mario Draghi, ouvido esta segunda-feira no Parlamento Europeu, em Bruxelas, foi confrontado pela eurodeputada Marisa Matias, [foto] que lembrou as declarações de Maria Luís Albuquerque que disse que Portugal tinha os cofres cheios, questionando Mario Draghi sobre o que entendia por estabilidade financeira já que ao mesmo tempo “há cada vez mais desigualdades” e mais pobreza.



“Deixa-me discordar de quase tudo o que disse”, foi como começou a resposta de Mario Draghi à eurodeputada do BE, e, sobre Portugal, disse de seguida que a seu ver Portugal até está já a colher por completo os benefícios das políticas que aplicou nos últimos anos, marcados pela presença da troika em Portugal.


“Portugal atingiu um ponto em que pode aproveitar por completo os benefícios das políticas que tem vindo a adotar nos últimos anos”, disse o líder do BCE, sublinhando que o país reconstruiu a sua estabilidade financeira, recuperou o acesso ao mercado e consegue financiar-se sozinho, e que o desemprego está a cair “rapidamente”.

“[Portugal] é um dos países que se está a tornar testemunha da recuperação da zona euro”, disse o presidente do BCE.

Mario Draghi recusou ainda que a instituição que lidera esteja a chantagear a Grécia e lembra a exposição do BCE à Grécia é de 104 mil milhões de euros, o equivalente a 65% do PIB grego, e a maior da zona euro.
Título e Texto: Nuno André Martins, Observador, 23-3-2015
Grifos: JP

Repare, generoso leitor, na prática da esquerdalha: sempre atacando, desqualificando e desvalorizando quaisquer conquistas e avanços nacionais. E o faz, despudoradamente, em local externo. Já não lhes basta os locais internos, muitos deles lhes são generosamente disponibilizados pelos seus acólitos entranhados na imprensa (escrita e falada) e no funcionalismo público. Os mesmos imprestáveis que estão sempre a berrar “soberania”, “patriotismo” e outras arrepiantes hipocrisias!


Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-