quarta-feira, 7 de março de 2018

Com excesso de esquerdismo, ESPN perde mais de um milhão de assinantes no Brasil

Roger Roberto

Segundo o colunista Ricardo Feltrin, do UOL, a ESPN está em momento de crise. O canal esportivo, que já foi um gigante, perdeu mais de um milhão de assinantes no Brasil.

Feltrin atribui isso a diversos fatores que podem mesmo influenciar, dentre eles o fato de que os canais ESPN não são inclusos nos pacotes mais básicos de TV por assinatura. No entanto, ele não mencionou um fato importante que certamente tem influência: excesso de esquerdismo.

Quando profissionais do meio artístico ou esportivo começam a se meter demais com política e, pior ainda, quando querem lacrar e atender interesses que são claramente contrários aos do povo, o lucro invariavelmente diminui. Esse tipo de coisa ocorreu nos EUA, tanto no meio esportivo como no meio cinematográfico. A audiência do Oscar este ano, por exemplo, foi a menor da história, tudo isso por causa do excesso de lacradas nas duas últimas edições.


Apresentadores e comentaristas como José Trajano [foto], Juca Kfouri e Antero Greco se tornaram, recentemente, defensores ferrenhos de Lula e críticos da Lava Jato e de Sérgio Moro, e tocaram neste assunto durante algumas transmissões. Era óbvio que perderiam audiência.
Título, Imagem e Texto: Roger Roberto, Ceticismo Político, 6-3-2018

Um comentário:

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-