segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Porque Dilma/Lula podem perder a eleição de 2014

Cesar Maia      
1. PT e PSDB, num mesmo dia da semana passada, duelaram com números - sucessos e fracassos - abrindo a agenda eleitoral. Foram apenas atos de abertura simbólica, porque dois dias depois ninguém era capaz de repetir nada do que disseram.      
2. A equação básica de uma eleição presidencial  - para cada candidato - é gerar insegurança nas pessoas com a vitória do outro e gerar esperança com a vitória dele mesmo.      
3. Há um fator que não se mede sempre em pesquisas, mas é muito importante para os candidatos à reeleição. É o ciclo que os analistas chamam de desgaste de material. Quanto mais tempo no governo, menor a probabilidade de se gerar expectativas e novidades.        
4. E o eleitor quer olhar para frente com esperança. Mas se ele acha que já sabe tudo o que quem governa pode fazer, ele tende a mudar.       
5. Em geral, esses ciclos, em regimes democráticos, são de 10 anos, mais ou menos como os psicólogos alertam nos casamentos). Há raras exceções, como Helmut Kohl na Alemanha, com um ciclo de 16 anos. Aqui mesmo no Rio, paradoxalmente, foi a ruptura do prefeito-criatura com o prefeito-criador, que permitiu fatiar o ciclo de 16 anos e permitir a reeleição em 2004, que no final passou a ser percebido como de 16 anos pelo eleitor.       
6. Dilma, por seu perfil distinto de Lula, poderia produzir essa sensação de um novo ciclo. Fatiar o ciclo. Mas a presença exaustiva de Lula, atrás de qualquer evento e de qualquer holofote, afirma um grande ciclo de continuidade.       
7. Com isso, teremos uma eleição em 2014 onde o "desgaste de material" será um fator que certamente conspirará contra Dilma. E se isso for sinalizado em pesquisas anteriores, Lula nunca vai admitir que ele seja a causa do desgaste. Pelo contrário, vai achar que ele é a solução no lugar de Dilma.
Título e Texto: Cesar Maia, 25-02-2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-