sábado, 30 de março de 2019

[Varig/Aerus] Alerj aprova relatório da CPI da Varig


A criação da Comissão Parlamentar de Inquérito foi requerida pelo Senhor Deputado PAULO RAMOS, em consequência de ainda persistirem os sérios problemas sociais causados aos ex-empregados, as dívidas trabalhistas e os desempregos decorrentes da falência da empresa e da liquidação do Fundo de Previdência AERUS.


Relacionados:

5 comentários:

  1. Falcatruas entre LULA e os dirigentes de Sindicatos da época. Fosse num país sério seria a pena de morte para os criadores do esquema e não a pena de morte para centenas de trabalhadores vitimados por este massacre de corrupção. Uma barbárie, aliás mais uma entre tantas da quadrilha petista!

    ResponderExcluir
  2. Relatório que faz juiz ao nome!
    Apenas relata!
    Relata com detalhes os acontecimentos da CPI ,com minúcias ,que chegam ao termo que se faz esclarecedor.
    Mas , a CPI ,e o relatório final pecam clamorosamente ao apontar crimes ,e não apontar criminosos , e principalmente por encerrar o relatório sem apontar ou recomendar providências. A menor delas seria pedir ao ministério público uma ação no sentido de esclarecer e ajuizar.
    Então uma CPI que encerrou,com a função de relatória , relatando tudo ,mas sem recomendar medidas corretoras no âmbito legal.
    Alguns fatos relatados carecem de provas,mas a maioria são de conhecimento público.
    Enfim sem medidas legais punitivas, ou reparadoras, mantém-se AINDA como uma CPIADA!

    ResponderExcluir
  3. Relatório que faz juiz ao nome!
    Apenas relata!
    Relata com detalhes os acontecimentos da CPI ,com minúcias ,que chegam ao termo que se faz esclarecedor.
    Mas , a CPI ,e o relatório final pecam clamorosamente ao apontar crimes ,e não apontar criminosos , e principalmente por encerrar o relatório sem apontar ou recomendar providências. A menor delas seria pedir ao ministério público uma ação no sentido de esclarecer e ajuizar.
    Então uma CPI que encerrou,com a função de relatória , relatando tudo ,mas sem recomendar medidas corretoras no âmbito legal.
    Alguns fatos relatados carecem de provas,mas a maioria são de conhecimento público.
    Enfim sem medidas legais punitivas, ou reparadoras, mantém-se AINDA como uma CPIADA!

    ResponderExcluir
  4. Pedindo desculpas por ter enviado comentário incompleto e sem correção , repito o mesmo.

    Relatório que faz jus ao nome!
    Apenas relata!
    Relata com detalhes os acontecimentos da CPI ,com tais minúcias,que chegam ao termo que se faz esclarecedor. CRIME!
    Mas , a CPI ,e o relatório final pecam clamorosamente ao apontar crimes ,e não apontar nominalmente e de forma individual, criminosos , e principalmente por encerrar o relato sem recomendar providências de ordem objetiva. A menor delas seria pedir ao ministério público uma ação no sentido de esclarecer e ajuizar.
    Então uma CPI que encerrou, com a função de relatório, apontando crimes, mas sem recomendar medidas corretoras no âmbito legal.
    Alguns dos fatos relatados carecem de provas,mas a maioria são de conhecimento público. Ainda assim bastante informativo!
    Enfim sem medidas legais punitivas, ou reparadoras, mantém-se AINDA como uma CPIADA! Relatório apontando supostos crimes praticados, mas sem o devido e imediato encaminhamento denunciando ao Ministério Público, solicitando investigação, é nulo na essência!! ����

    ResponderExcluir
  5. Será ??? que alguém esperava alguma coisa diferente de uma CPI , seja ela onde for, principalmente no Legislativo.

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-