quarta-feira, 27 de março de 2019

[Atualidade em xeque] Lamentável!

José Manuel

Foi realizada, conforme chamamento público durante mais de trinta dias, a 32ª AGO (trigésima segunda Assembleia Geral Ordinária) da APRUS, hoje, 27 de março de 2019, com início às 14h, para a aprovação das contas da associação referentes ao exercício de 2018.

Aprovadas as contas, passamos ao segundo item da pauta de hoje que estava reservado ao conhecimento/discussão da minuta de acordo, que levaríamos ao conhecimento de todos, principalmente dos chamados "ativos", o que se passa atualmente entre o Aerus e os órgãos competentes, atuação da APRUS como intermediadora e a própria minuta do acordo para discussão.

Apesar de ter sido anunciada há mais de trinta dias, como já foi dito, intermitentemente em redes sociais, e-mails e avisos pelo correio, a segunda parte da pauta não pôde ser discutida, apenas comentada, porque havia no auditório, pago pela APRUS com ar-condicionado e data show, com todo o conforto, apenas dezenove pessoas interessadas.


O mais lamentável é que a tarde foi pensada em levar aos "ativos" um fio de esperança em momentos futuros, mas, ao que tudo indica, não estão interessados, em que pese terem sido devidamente informados em todos as mídias disponíveis.

O grande movimento #AERUSACORDOJA, corre sério risco a partir deste momento de se transformar, lamentavelmente, em #AERUSACORDOJAERA, pela perda da oportunidade aos "ativos" única, neste momento, de iniciarmos uma discussão mais profunda e concreta a respeito, inclusive, como já escrito, com uma minuta pronta a ser discutida.

Como todos sabem, nós, os mais velhos e já aposentados há alguns anos, estamos cobertos por uma antecipação de tutela "lastreada", ou seja, com valores materiais reconhecidos da DT ou Ação Defasagem Tarifária. Nós, apesar de tudo, estamos tranquilos, pois isso ninguém mais pode nos tirar, até legalmente pelas idades.

Mas, o problema e o foco principal são os "ativos", com os mesmos direitos e que nada receberam até ao momento. É a essa luta que a APRUS, ao mudar o seu regimento interno, exatamente para atender a esses membros desprotegidos, se propôs.

Apesar do ocorrido hoje, muito ruim para os próprios, a APRUS se mantém à disposição dos "ativos" em qualquer tempo, a qualquer hora, pelos seus telefones, pelo seu site, a prestar informações pertinentes ao futuro associado para que ele tenha a representatividade tão almejada "de fazer" acontecer juridicamente o mais rápido possível.
Título e Texto: José Manuel - membro do conselho da APRUS, 27-3-2019

Colunas anteriores:

10 comentários:

  1. Pessoal,

    Antes de ficarmos acusando os colegas de desinteressados, vamos dar uma olhada nos acontecimentos de hoje.
    Tivemos várias frentes de atuação numa mesma data, uma delas foi o TJ.
    Achei que 19 pessoas que saíram do seu trabalho para participar não foi tão pouco assim.

    Abraços,

    Angela Arend

    ResponderExcluir
  2. Por que a surpresa pela ausência dos interessados?
    Nosso grupo sempre foi assim!
    "Por que vou me expor se tem alguns que batalham por mim?
    Mais cômodo eu ficar na galley reclamando ".
    Se eu morasse no Rio com certeza estaria presente.
    Infelizmente os Variguianos em sua maioria sempre foram acomodados.
    Lamentável.
    Vera De Marchi

    ResponderExcluir
  3. Depois de três horas de reunião, que começou às 10:00 horas da manhã na sede da APRUS buscando soluções e respostas para ativos e aposentados, a Diretoria e os Conselheiros se dirigiram para a Praia do Flamengo, no auditório reservado para a 32a. Assembleia Geral da APRUS. Na contagem dos presentes, verificamos a presença de 21 interessados, o que facilitou sobremaneira as perguntas, respostas e informações solicitadas. Acreditamos que, coincidindo com o horário de almoço nas suas casas muitos não tiveram tempo de comparecer a Assembléia. A ausência das pessoas acontece na maioria dos condomínios residenciais, onde os interessados só comparecem quando tem motivo premente para reclamar. Devido ao baixo número de presentes as intervenções foram pertinentes e tranquilas ficando mais uma vez evidenciado que temos uma associação atuante para impedir qualquer tentativa de transferirem os nossos recursos para a "Massa Falida". Enfim, quem compareceu saiu satisfeito e melhor informado sobre a nossa luta!

    Alberto José

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok! Alberto, tenho confiança na APRUS, é lastimável sermos uma minoria de Associados, à quem realmente nos Representa. Muitos estão impregnados pelas declarações Petistas da Fentac, através da mensageira, que mistura fatos da ACP com a DT, no caso a APRUS não questiona a ACP e sim a DT, com dados reais, e estes distorcidos pela mensageira Petista e a Comissões RS e outros, “ cegos” ou “ingênuos” não percebem. Vamos em frente! Grato pelos informes.
      Abraços,
      Heitor Volkart

      Excluir
  4. Parece que a "a chapa está quente" !!!

    bjcorrea@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Em resposta á colega Ângela Arend digo o seguinte para seu conhecimento :
    Das 19 pessoas presentes 10 ( dez ) eram compostas pelo Presidente e membros do conselho da Aprus sobraram 9 ( nove ). Destes, 8(oito) eram aposentados.
    Portanto só havia 1 ( um ) ATIVO
    Me parece que por mais boa vontade que a colega Ângela Arend tenha para com seus colegas, que se tivessem uma consulta médica por exemplo, faltariam ao serviço o exemplo de urgência me perdoem mas é similar,a desculpa não procede pelo exposto acima.
    Obrigado
    José Manuel

    ResponderExcluir
  6. JM, Endosso a palavra “ Lamentável “ !

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-