quinta-feira, 29 de março de 2018

Levar um Alexandre Frota no pacote com Paulo Guedes é realmente dureza para os liberais!

Rodrigo Constantino


Os liberais vivem um dilema, como já expliquei melhor aqui: apoiar ou não o único candidato à direita que parece ter maiores chances concretas de vencer as eleições? Do ponto de vista de alinhamento doutrinário, parece claro que existem outras opções melhores do que Jair Bolsonaro. Mas só Bolsonaro tem voto, e esses votos dependem em parte de sua militância engajada, até fanática. São coisas que assustam, com toda razão, qualquer liberal cético com políticos. O que fazer?

Alguns entendem que o melhor a fazer é ajudar a trazer o capitão mais para o lado liberal, ou seja, usar seus votos para uma agenda de reformas econômicas. O risco, claro, é o contrário: Bolsonaro usar os liberais para ser eleito com uma jaqueta mais moderna e reformista, apenas para depois mostrar a velha face nacional-desenvolvimentista.

Se o economista liberal Paulo Guedes foi apontado como potencial ministro da Fazenda, por um lado, temos o risco de figuras da estatura intelectual de um Alexandre Frota terem participação ativa no governo, o que é, convenhamos, algo um tanto incômodo, quiçá assustador pela lente liberal. O próprio “mito” gravou um vídeo falando para Frota ir se preparando para ser ministro da Cultura:


Ao postar a notícia do Correio Braziliense, na qual consta o vídeo, a reação imediata de muitos fãs de Bolsonaro foi atacar as “Fake News”. Uma vez comprovado que foi o próprio Bolsonaro que disse isso, como dava para ter verificado no link da notícia, a turma passou a repetir que era só uma brincadeira, óbvio! Alguns, já adiantando que poderia não ser uma brincadeira, passaram a questionar qual o problema em ter Frota no comando da cultura, se já tivemos Gilberto Gil e a irmã de Chico Buarque.

Ora, para ser crítico ferrenho do PT e da esquerda, como eu certamente sou, é preciso defender um Frota na cultura? Eu não sabia disso. Não tinha a mais vaga ideia que se tratava de um concurso de feiura desses, onde o grande atributo do futuro ministro é não ser tão ruim quanto os comunistas. É isso que os seguidores de Bolsonaro mais aguerridos pretendem? Mirar no que há de pior para alegar que nada pode ser muito pior?

Se foi chiste ou não, só Bolsonaro poderá dizer. E seria bom que dissesse logo! Afinal, hoje mesmo, em seu discurso em Curitiba, vemos no vídeo lá no alto do palanque, bem pertinho dele, o próprio Frota, que tem sido um soldado bem ativo nessa pré-campanha, formando a militância engajada do capitão. E convenhamos: brincar com uma coisa dessas não é adequado para quem quer ser presidente!

Entendo Bolsonaro não querer desanimar grupo tão fiel e participativo em prol de sua candidatura, mas tampouco ele pode acenar com afagos e promessas a figuras como Frota achando que isso não vai incomodar ou assustar uma base mais moderada que poderia apoiá-lo.

Não dá para servir a dois mestres, agradar a gregos e troianos sem perdas. Os liberais têm o direito de saber: para levar Guedes, o pacote virá com Frota? Qual cara teria um eventual governo Bolsonaro: a cara de alguém preparado e liberal-democrata como a de Paulo Guedes, ou a carranca raivosa e intolerante de seu soldado Frota? O apoio da turma liberal, crescente no país, depende desta resposta…
Título, Imagem e Texto: Rodrigo Constantino, Gazeta do Povo, 29-3-2018

3 comentários:

  1. "sometimes" o Rodrigo comete gafes.
    Chamar Bolsonaro de liberal é o fim da picada.
    Liberal é a ANTA RETIRANTE NORDESTINA DE GARANHUNS.
    Leia a história do PARTIDO LIBERAL INGLÊS e saiba porque a EUROPA é LIBERAL.
    BOLSONARO ASSIM COMO EU SOMOS CONSERVADORES.
    FUI...

    ResponderExcluir
  2. Melhor que Tiririca. Ao menos um palhaço de pau grande.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-