terça-feira, 29 de maio de 2018

Mídia Continua Incentivando a Violência do Hamas?

Alan M. Dershowitz
Original em inglês: Why Does the Media Keep Encouraging Hamas Violence?
Tradução: Joseph Skilnik


Se esta tivesse sido a primeira vez que o Hamas provocou deliberadamente Israel a tomar medidas de autodefesa que acabaram com a morte não intencional de civis em Gaza, a mídia poderia ser desculpada por fazer o jogo do Hamas. As mais recentes provocações do Hamas, ao posicionar 40 mil moradores de Gaza na fronteira com o propósito de destruírem a cerca e penetrarem em território israelense com coquetéis Molotov e outras armas improvisadas, fazem parte de uma tática recorrente do Hamas que eu chamo de "estratégia do bebê morto". O objetivo do Hamas é fazer com que Israel mate o maior número possível de habitantes de Gaza, de modo que as manchetes sempre comecem e muitas vezes terminem com a contagem de corpos. O Hamas envia deliberadamente mulheres e crianças para a linha de frente, enquanto seus próprios combatentes se escondem atrás desses escudos humanos.

Os líderes do Hamas há muito confirmam o uso dessa tática. Fathi Hammad, membro do Conselho Legislativo Palestino do Hamas, declarou já em 2008:

"Para o povo palestino a morte virou uma indústria na qual as mulheres se destacam, assim como todas as pessoas que vivem nesta terra. Os idosos se destacam nisso, bem como os mujahidin e as crianças. É por isso que eles formam escudos humanos de mulheres, crianças, idosos e dos mujahidin, com o propósito de desafiar a máquina de bombardeio sionista. É como se estivessem dizendo ao inimigo sionista: "almejamos a morte assim como vocês almejam a vida".
Continue lendo aqui »

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-