quarta-feira, 12 de junho de 2013

Vida artificial

José Manuel

"O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons."


Não, não é a vida de um doente em sua cama e ligado a aparelhos de ressuscitação por todo o corpo. Não é isso, porque  a vida de uma pessoa  neste estado está amparada por tanta tecnologia da medicina, que pode até vislumbrar uma luz no fim do túnel, chegando na maioria dos casos a recuperar a sua vida e sua saúde.
Quando me refiro a vida artificial, quero dizer sobre a vida que estamos levando atualmente. Nós e todos aqueles que sofreram na carne a derrocada pré-concebida da Varig, a usurpação de seu patrimônio conquistado ao longo de quase um século por trabalhadores altamente qualificados e hoje covardemente desclassificados.
O gerenciamento do nosso fundo de pensão Aerus pela União, que se declara responsável por tais Institutos, é o exemplo da mais refinada ação lesiva cometida contra uma sociedade. Cometeram e continuam cometendo ao longo destes sete anos. Por quê?
Por que um recurso a um processo ganho, a SL 127, está nas mãos de um Ministro do Supremo há cinco meses e sem resposta?
Por que o processo da Defasagem Tarifária leva  20 anos e quando chega em recurso ao STF é suspenso logo após nossa  primeira vitória?
Por que agora foi  postergado para agosto?
Até quando nossas urgências vão aguentar?
Por que  qualquer processo milionário de artistas globais ou jogadores de futebol leva apenas poucos meses?
No meu entender,  a cada adiamento que se sucede, fica evidenciada a perseguição a este grupo e por motivo torpe. Agora não mais queremos. 
Exigimos respostas, JÁ!
São 8 mil pessoas e dependentes que estão em vida artificial, minguando as suas forças a cada dia que passa. Dentre as ações lesivas cometidas contra grupos de uma  sociedade esta talvez seja a mais cruel, porque não estamos em guerra, não vivemos em uma ditadura sanguinária, então em nome do quê se praticam tais atos concebidos á sombra daquela que teria de ser a nossa maior defensora:
A JUSTIÇA.
O desrespeito á lei de nº 10741 de 1º de outubro de 2003 - ESTATUTO DO IDOSO - pela justiça Brasileira é flagrante, assustador e inconstitucional, sendo passível de ser levado a uma corte internacional.
O  governo Brasileiro deve ser levado á Corte  Interamericana de Direitos  humanos, e responder por ações cometidas, não só contra seres humanos, mas por também serem idosos e combalidos por uma espera  eficientemente arquitetada pelo poder vigente. Nós temos uma banca técnica, fartamente documentada e apta a entrar com esse processo. Todos sabem  a quem  me refiro e como somos milhares, financeiramente não será nada que não possamos realizar. Só depende do que queremos e antes de entrarmos nos  "achismos " que não nos levam a nada, temos que levar em conta os fatos, as provas e os óbitos. Então, é puramente um negócio entre partes  que envolve prestação de serviços. Quanto vai custar? Como podemos pagar? Simples assim.

"Toda reforma interior e toda mudança para melhor dependem exclusivamente da aplicação do nosso próprio esforço."

Nós temos a obrigação moral, patriótica de o fazermos em nome dos nossos jovens, para que os mesmos não sofram a triste vida que estamos passando. Não queremos para nossos filhos e netos a repetição de casos escabrosos como este, ao final de suas vidas laborais. Portanto, é um dever.

Nossas vidas artificiais não têm vislumbre de luz, só  o túnel  cada vez mais escuro se aproximando e, o que é pior, é que  essa sociedade já sem luz própria não consegue enxergar, responder à altura às ofensas à sua própria vida.
Joseph Goebbels, o papa das maquinações mórbidas, se vivo, não suportaria ver tamanha astúcia em se perpetrar uma ação altamente lesiva e sem responsabilidades, terceirizada. Teria morrido de inveja! Nossos dias são artificiais, porque começam e terminam sem que nada aconteça, nenhuma reação, nenhum vislumbre de futuro.Todos os dias as notícias são as mesmas,  adiado, postergado, embargado. Não queremos mais saber de passados eivados de motivos obscuros. Queremos o futuro, e o futuro é agilidade, é resolução, é dinâmico. Chega de atraso.

Propositadamente nos mantêm em estado de criônica, acenando aqui e acolá com atos jurídicos de pouco ou quase nenhum  efeito. Mais ou menos dizendo que quando quiserem, como quiserem e se quiserem, nos descongelam, mas só quando morrermos em número adequado aos seus instintos. Quantos se foram nos últimos  15 dias? Portanto, é pagar para ver ou agir. Pai, onde está o grito dos bons? Pai, perdoai-os, eles não sabem o que  fazem!
Título, Texto e Hiperligações: José Manuel, ex-tripulante Varig, 67 anos, 50 de trabalho

“Um dia, vieram e levaram meu vizinho, que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho, que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei. No terceiro dia, vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram. Já não havia mais ninguém para reclamar.”

Relacionados:

2 comentários:

  1. EDI OLIVEIRA - RJ12 de junho de 2013 22:21


    SIM, É ISSO... UM HOLOCAUSTO...!COM UMA DIFERENÇA: A 2ª GUERRA MUNDIAL DUROU 6 ANOS; A " NOSSA GUERRA" JÁ ESTÁ DURANDO MAIS DE 7 ANOS! COM CERTEZA ,GOEBBELS FICARIA VERDE DE INVEJA DIANTE DE TANTA E TÃO BEM ELABORADA CARNIFICINA... E SEM QUE TENHAM SUJADO AS DIGNAS MÃOS COM UMA GOTA DE SANGUE PROPRIAMENTE DITA, MAS SILENCIOSAMENTE, AOS POUCOS COM TODOS OS REQUINTES DE MALDADE. É ISSO, MEU QUERIDO COLEGA , VOCE ESCREVEU E PINTOU COM TODAS AS CORES A NOSSA DESDITA... E AGORA ESTAMOS AQUÍ, PRISIONEIROS NO CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DE NOSSAS CASAS ( PARA QUEM AINDA AS TEM), ESPERANDO QUE OS " ALIADOS " NÃO NOS MATEM COM SEU " FOGO AMIGO"...

    EDI OLIVEIRA - CMRª APOS. VARIG/ AERUS -RJ

    ResponderExcluir
  2. Excelente o artigo!!!!!!
    Ilca Eras

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-