sábado, 28 de setembro de 2019

Bolsonaro levou bolsonarismo a Nova Iorque. Ué? E por que eu, notório bolsonarista, não fui?

Não, não é minha a frase “Bolsonaro levou bolsonaristas a Nova Iorque.”. Adivinhem onde li este título? Exatamente!


É claro que toda essa desqualificação de Jair Bolsonaro, sistemática, programada pela imprensa, pode desanimar ou exaurir muitos dos seus eleitores e apoiantes.

Antes de prosseguir, imprensa, não, militantes de esquerda acantonados nas redações de veículos de comunicação, travestidos de jornalistas. Veículos, na sua grande maioria, se não na totalidade, bancados por capitalistas. Sistema econômico-político que os assalariados desses capitalistas querem destruir. Vá entender!

Numa das críticas ao discurso de Jair Bolsonaro, das mais “suaves”, li que “Bolsonaro fez um discurso para o seu eleitorado.” Porra!? Mas queriam, esperavam o quê?? Que Jair Bolsonaro “discursasse” para aqueles, derrotados, que o odeiam?!

Tenho a certeza de que se Bolsonaro dissesse, no seu discurso, por exemplo, “a Amazônia é o pulmão do mundo”, esses mesmos “jornalistas” titulariam: “Bolsonaro de quatro na Assembleia da ONU”, pode crer, generoso leitor!

Bom, onde eu estava?
Ah, o presidente Jair Bolsonaro precisa do nosso apoio, e muito!

Não me lembro onde li (não vou procurar): Rodrigo Maia é contrário à medida provisória (do governo Jair Bolsonaro) que libera as entidades públicas da obrigatoriedade de publicar os seus balanços anuais em “jornais de grande circulação”. Uma medida ÓTIMA para o Brasil, RUIM para os mesmos jornais que, sem esse dinheirão, alguns deles não mais existiriam.

Aí, gente, tem uma forma prática de apoiar o governo de Jair Bolsonaro, acompanhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-