terça-feira, 24 de setembro de 2019

How dare you, Greta Tintim?

Quando pela Internet se multiplicam as partilhas do Discurso do Ódio proferido por Greta Thunberg na ONU eu prefiro partilhar o vídeo da chegada do Presidente dos EUA.

Convido-vos a ver o vídeo com atenção.

Porque eu fi-lo várias vezes. Com e sem som. Isto de trabalhar com a mente humana há mais de vinte anos fornece "skills"...Até para poder analisar os detalhes e a linguagem não verbal (corporal) que, nestas circunstâncias, é de importância crucial. Em resumo...

A jovem Greta aguarda a chegada de Trump.

Quando se apercebe que Trump está a chegar dá um passo em frente, com a expressão sisuda que o momento exige, à espera do encontro.

Até porque tem a plena noção de que está a ser observada e filmada para difusão mundial.

Quando se apercebe que Trump pura e simplesmente a ignora são segundos preciosos como a sua expressão se altera, traduzindo fúria.

How dare you, Greta Tintim? (é o seu nome de batismo)...


É irónico constatar a tentativa de infantilização de Greta, promovida mundialmente. E essa tentativa de infantilização promovida por toda a equipa de assessoria de imagem é estudada e montada ao detalhe.

Até na sua intervenção na ONU...

"Roubaram-me a infância"... Mas qual infância? Greta não tem 16 anos?... Não está na transição da adolescência para a juventude? Por que esta construção teatral do "boneco" infantil?

Se tem razões de queixa o melhor será perguntar não aos líderes mundiais que não a conheciam até que, há alguns meses, os lobbies das energias renováveis decidiram lançar um rosto, mas sim aos seus pais.

É sabido que os ambientes das artes não são muito saudáveis para crianças...

Não foi a mãe de Greta uma medíocre representante da Suécia no Eurovision Song Contest?

Continuemos...

Não deixa de ser curioso que uma jovem adolescente que decide começar a fazer greve às aulas, meses depois tem entrada no Fórum Mundial de Davos e poucos meses depois está a discursar na ONU...

Ainda por cima tendo-lhe sido diagnosticados, Síndrome de Asperger, Transtorno do Défice de Atenção/Hiperatividade, Transtorno Obsessivo-Compulsivo e ainda Mutismo Seletivo.

Diagnósticos que, não sendo impeditivos, dificultam e muito, até devido aos efeitos da medicação, a vida do dia a dia. A cognição. A capacidade judicativa. A globalidade afetiva. O relacionamento empático com o Outro. O comportamento. A exposição pública...

Não deixa de ser interessante, também, verificar como uma jovem “anónima”, "de repente" consegue que o Príncipe do Mónaco, Pierre Casiraghi, filho da Princesa Carolina do Mónaco, um dos herdeiros de um dos mais ricos paraísos fiscais, se tivesse oferecido para, ele próprio pilotar o seu milionário iate de competição, o “Malizia II”, eco friendly porque movido a painéis solares complementados por geradores de hidrogénio e levar Greta Tintim a Nova Iorque.

Mais interessante ainda o facto de Iñaki Urdangarin, cunhado do Rei de Espanha que se encontra preso a cumprir uma pena de 5 anos de prisão entre outras coisas por se ter "apropriado" ilegalmente de 2 milhões de euros de fundos públicos através de uma Organização Não Governamental de... defesa do ambiente (???), na sua saída precária da prisão usasse, "por coincidência" uma mochila que exibia a frase "Porque no hay un planeta B"...(a conhecida frase do movimento mundial da combate às alterações climáticas a que pertence Greta Tintim e que, em Portugal, erradamente, foi atribuída ao Bloco de Esquerda)...

Não deixam de ser "notáveis" as ligações de uma adolescente sueca “anónima”, às monarquias europeias...

Por último, neste conjunto de "originalidades estranhas", custa-me perceber que, sendo o ensino na Suécia, obrigatório até aos 16 anos, uma adolescente tenha decidido começar o ano passado, aos 15 anos, a faltar às aulas, a meio do 8º ano e a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens não tenha investigado...

Nem que o Conselho Municipal de Educação tenha investigado...

Nem que o Conselho Regional de Educação tenha investigado...

Nem que, no limite, a Agência Nacional para a Educação tenha investigado...

Nem que a Comissão Nacional de Apoio ao Estudante tenha investigado... sendo, repito, o ensino na Suécia, obrigatório até ao 9º ano...E sendo os países nórdicos tão "fundamentalistas" no que ao cumprimento do ensino obrigatório concerne...

Nem sequer após Greta Tintim ter começado a fazer “greve” às aulas, o que acabou por desencadear o movimento “Fridays for Future”, o que levou o Primeiro Ministro Sueco a declarar... ”Mais aprendizagem na Escola e menos ativismo” ...

Sem querer ser adepto de "cabalas" há, todavia, uma série de "circunstâncias" que parecem estar levar Greta Tintim ao colo...

Se esta moda recente de os adolescentes faltarem às aulas, chamando-lhe greve, se instala... teremos uma geração inculta... mas ambientalista.

E António Guterres não terá agenda suficiente para receber todos. Individualmente. Tal como fez com Greta Tintim.
A título de conclusão... não deixa de ser no mínimo estranho que Greta Tintim tenha anunciado que vai “processar” diversos países por lhe “terem roubado a infância”, através da poluição e se ter esquecido da China o maior poluidor mundial...
Título e Texto: Manuel Damas, Facebook, 24-9-2019

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-