segunda-feira, 20 de julho de 2020

Vacina de Oxford é segura e induz resposta imune

Primeiros resultados foram divulgados nesta segunda-feira pela Universidade de Oxford, que também anunciou reforço com segunda dose do imunizante

Roberta Ramos

Cientistas da Universidade de Oxford divulgaram nesta segunda-feira, 20, os primeiros resultados sobre a vacina que está sendo desenvolvida na instituição contra a covid-19. Segundo eles, os primeiros resultados apontam que a vacina é segura e induz a resposta imune esperada.
De acordo com anúncio, os resultados obtidos devem ser reforçados com uma segunda dose do imunizante.


“A vacina trouxe exatamente o tipo de resposta imune que esperávamos”, declarou o professor de pediatria na Universidade de Oxford, Andrew Pollard.

A solução do Reino Unido é considerada a mais avançada em desenvolvimento até o momento.

O governo federal comprou a tecnologia para a fabricação de 100 milhões de doses da vacina, que é testada aqui, nos Estados Unidos, na África e na Inglaterra.

Vacina chinesa

As doses da vacina chinesa que serão testadas no Brasil chegaram a São Paulo na madrugada de hoje e aguardam liberação no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, de acordo com informações do Instituto Butantã.

A previsão feita pelo governo de São Paulo e pelo próprio Butantã em entrevistas nas últimas semanas é de que os testes com voluntários comecem ainda nesta segunda-feira.

Resultados promissores

As farmacêuticas Pfizer e BioNTech, por sua vez, anunciaram resultados positivos nos estudos alemães da vacina que está sendo desenvolvida em conjunto.

Segundo as farmacêuticas, foram verificadas respostas imunes “fortes” e em velocidade anterior ao prazo estimado das chamadas células T, consideradas fundamentais para protegerem um organismo do coronavírus.

A pesquisa não registrou efeitos colaterais graves em indivíduos que receberam a vacina. As reações, de acordo com o comunicado, foram dependentes da dose, transitórias e de intensidade entre leve e moderada. Os eventos adversos mais agudos foram sintomas de gripe e reações no local da injeção.

Título e Texto: Roberta Ramos, revista Oeste, 20-7-2020, 12h12

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-