sexta-feira, 25 de maio de 2018

Greve gravada

Haroldo Barboza

Caminhoneiros bloqueiam a Rodovia dos Imigrantes, em São Paulo (SP), durante o quarto dia de greve – 24 de maio de 2018. Foto: Miguel Schincariol/AFP

Este movimento de parada dos caminhoneiros agora no auge brotou em outubro de 2017. Vejamos a breve cronologia:

Outubro 2017 – diversos sindicatos de transportes se reuniram na Casa Civil (onde pouca produtividade “si viu” ao longo de sua existência como cabide de empregos) exibindo tópicos que alertavam para o estrangulamento coletivo dos sacrificados entregadores de mercadorias em função dos sucessivos aumentos dos combustíveis. Aumentos estes para recuperar o rombo que vinte ou trinta pilantras integrantes das trinta e cinco quadrilhas “oficiais” (não exibem armas de fogo; só de tintas) causaram à Petrobras.

Como a característica de nossos governantes é cuidar apenas do próprio umbigo, largaram o abacaxi verde (de forma criminosa) para lá.

14 de maio de 2018 – documento entregue pelos solicitantes comunicando parada geral programada para o dia 21 caso o desinteresse dos governantes continuasse no mesmo nível oito (sendo nove o menos importante de todos) ao longo da semana.

16 de maio de 2018 – uma cópia deste documento foi levada à imprensa, que por ter 90% dos canais comprometidos com a turma de mutreteiros do poder, não deram o merecido destaque à matéria. Fingiram não enxergar o abacaxi amarelado.

21 de maio de 2018 – O abacaxi ficou vermelho e foi dado início ao processo de parada da nação. E mesmo nos dois primeiros dias (ainda de baixo pânico), os gestores do caos estavam preocupados com “lançamento de candidatos às próximas eleições”.

25 de maio de 2018 – Agora que o alto pânico acionou o alarme de “incêndio da nação”, os quadrilheiros expediram um “acordo” na noite anterior que não cativou a maior parte dos prejudicados. Tanto que a “normalização” não se reflete nas estradas. As distribuidoras de combustíveis não abriram os portões para seus veículos atenderem aos postos de abastecimento do Estado.

No meio desta fogueira enorme (já próxima dos galpões de ”explosivos sociais”) e com a CEDAE anunciando falta de água por não receber catalizadores, os trambiqueiros que poluem os legislativos do planalto não se reúnem de forma extra para limpar a lambança que ajudam a criar com seus cínicos sorrisos. Apesar desta sexta-feira efervescente, a próxima sessão da câmara deve ser realizada no dia 29 de maio, caso não seja enforcada devido ao feriado do dia 31! Eles deverão editar uma nota que deve terminar assim: “ - ... em compensação os roubos de cargas foram reduzidos em mais de 100% porque somos INTILIGENTIS”.

A Petrobras está tentando recompor seus ativos para deixar seus acionistas felizes. Através do aumento da sangria de nossos parcos orçamentos (que sustentam as mordomias dos ratos). Sem destacar a hipótese de buscar os recursos dos vinte ou trinta corruptos que a colocaram na falência. O (des)governo quer manter o nível de impostos nos esfolando, SEM cobrar as dívidas (Bilhões) dos bancos e empresas que patrocinam suas campanhas eleitorais e sustentam dezenas de ministérios inúteis. E sem reduzir pela metade (no mínimo) as mordomias dos parasitas que passeiam nos jatinhos da FAB.

A improdutiva intervenção militar realizada no Rio de Janeiro (sem resultados palpáveis), deveria ser transferida com urgência para praça dos três “podreres”.

Infelizmente nosso povo foi contaminado profundamente por uma letargia que sufoca qualquer vestígio de “fibra” que possamos ter para iniciar (e manter) um movimento cívico para expurgar os parasitas que corroem nossa DIGNIDADE.

E pior: dentro de vinte dias começa a copa do mundo de futebol. Aí é que a galera desliga-se dos temas de interesse da nação, passa a sofrer se o dedo do pé de algum jogador (já com o “boi na sombra” em algum país civilizado) inchar e o impedir de consignar um gol para nossa seleção.

E trágico: em ganhando a copa, os pilantras vão fazer “selfies” para alavancar suas campanhas eleitorais. O povo de mente atrofiada os recolocará nos postos chaves de comando para continuar a espoliar nossa pátria.

Como nossa memória (em quinze dias) “esquece” em quem votou (por isto eles deitam e rolam), certamente não reterá esta “greve (já) desgravada” dentro de trinta dias.
Título e Texto: Haroldo Barboza, 25-5-2018

Relacionados:

15 comentários:

  1. Recado aos culpados
    Segundo informes não confirmados (27/05/2018), os pilantras do poder agora receosos em perder mordomias, preparam (?) vídeo criminoso para jogar o povo contra os valentes caminhoneiros.

    Foco do vídeo: 3 ou 4 mortes ocorridas por suspensão de procedimentos e falta de medicamentos contínuos (que os ratos poderiam ter evitado se já negociassem desde outubro de 2017) para os necessitados.

    Se já não existe, não fica difícil coletar dados para produzir um “contra vídeo” exibindo as milhares de mortes anuais devido aos desvios de verbas destinadas à saúde, alimentação, trânsito, higiene urbana e segurança da população.
    Haroldo Barboza

    ResponderExcluir
  2. o governo diz que o"líder" da greve é um tal de "lockout" , mas negocia com sindicalistas!?!
    O representante dos caminhoneiros,chamados a palácio para negociar, nem dirigir sabe ,tá aberta a porteira para a derrocada final deste governo.
    Pior que vai deixar a conta,para pagarmos, a única esperança é de que o julgamento de Temer saia em Janeiro.
    Dilma , anda rindo sozinha , e já esta subindo nas pesquisas para o senado!
    Qualquer "trackzinho" já chamam os generais . que não sabem o que fazer , cumprir seu dever com a nação ou servir ao gerente da vez?
    Até Roberto Carlos esta opinando em política, fato jamais visto.
    Eu quero ir embora deste país!
    paizote

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não estivesse preso estaria morto. Existe algo infinitamente mais barato para a população que o custo do complexo penitenciário e o nome é bala. Tenho certeza que os presos estão lá porque precisavam de escolta para permanecerem vivos. A briga é do DNA coronelado que cuida pessimamente do país desde sempre. São vagabundos, ladrões, na maioria velhos e cercados de amantes caras que o povo alimenta.

      Excluir
  3. Parabenizo a complexidade da paralização dos caminhoneiros e empresários do ramo. O brasileiro não deve e não pode pagar pelos roubos na Petrobrás... tudo organizado pelas quadrilhas de políticos. O governo precisou levar uma chacoalhada e saber que não tem o poder de porr.. nenhuma ! Gostei e principalmente porque tem gente ainda gritando... Doeu tanto que até parece crise de hemorroidas !

    ResponderExcluir
  4. Quase isso, e todos mundo, com raras exceções apoiaram esta greve absurda.
    Pois, aqui é assim convoca uma greve geral, poucos vão.
    Todo mundo sabe a brincadeira dos dominós. Derruba-se o primeiro, para para antes do último devemos retirar uma peça no meio do caminho.
    Todo mundo que apoia lembrou-se apenas do final dos dominós.
    A primeira pedra derrubada foi a de MATÉRIAS PRIMAS.
    sem gasolina e transporte urbano faltam empregados, enfermeiros, médicos, bombeiros, policiais e serviços públicos e sociais.
    Depois param as entregas gêneros de primeira necessidade, remédios, insumos de atendimento hospitalar, rações para os animais e humanos, e assim por diante.
    Começam a morrer os animais de criação, as hortaliças, os bens perecíveis, e finalmente os humanos.
    Serviços de água, luz e telefone sem consertos.
    É tanto etc... etc... que não tem fim.
    Finalmente o caos da invasão de estabelecimentos comerciais.
    Bem, minha opinião pessoal, dois ou três dias bastavam.
    Agora o pau deve comer.
    Ou vão esperar faltar comida para seus PETs, para mandar esses OPORTUNISTAS PARA A PUTA QUE OS PARIU OU INFERNO.
    FUI.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. JE SUIS MOI TU ES TOI (OBS: VAI)

      Excluir
    2. "En discutant avec un idiot anonyme, assurez-vous qu'il ne dit pas de la merde!"

      Excluir
  5. Terça-feira, 29 de maio, em Seropédica/RJ, "grevistas" escreveram no asfalto "Fora, Temer."
    Sei, sei...
    Aliás, tenho me arrepiado com a "brasilidade" tão exclamada, louvada e decantada nas redes sociais

    ResponderExcluir
  6. Convenhamos Temer é um fraco!
    E a greve só foi o "sucesso" que foi -e isto ninguém pode negar- pela fraqueza e incompetência do governo em momentos de crise.
    E também, pela interatividade proporcionada pela internet, que interligou motorista em todos os longínquos sertões, parados nas estradas se mantiveram atuantes.
    Até na escolha dos negociadores o governo errou!
    Tanto do lado dos sindicatos que provaram se lideres de coisa alguma, até na sua equipe.
    Na qual se destaca negativamente a figura do Marun, que mais parece um leão de chácara de zona no interior.
    Um fracasso total!
    E o desabastecimento foi parte da desastrada estratégia do governo despreparado e fraco.
    Um governo que fica impedido de circular, de uma hora para outra ao distribuir itens básicos, por falha de logística, é um alvo fácil a qualquer invasor estrangeiro que se interessar.
    A greve foi sucesso! Principalmente em provar o quanto somos desorganizados e primários.
    Para o Temer, qualquer problema, basta chamar um general e se esconder no palácio, suas aparições públicas são ridículas.
    General só se chama, para confronto armado, pois esta é a base de seu treinamento, jamais para negociar!
    Vide o fracasso no RIO!
    Esta greve nem precisava ter acontecido, foi avisado antes, mas sentiram que não houve definições.
    Tá aberto o caminho para a bagunça, mesmo em movimentos que se justifiquem como este.
    Foi como se moça donzela tivesse um ataque de estuprador, e esta pedisse ao meliante que fosse breve, pois ela teria hora marcada na manicure.

    ResponderExcluir
  7. PS; E para finalizar; Como é fácil dispor de 9.500.000.000,00 de reais num orçamento que estava deficitário, e que não ia fechar ao fim do ano.
    O que faz o medo!
    Ate mágica!
    Não esquecendo que o Impeachment da Dilma teve causa (mágica) parecida.
    paizote

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TEMER não pode mais ser impedido.
      são 6 meses de afastamento.

      Excluir
    2. Pedir o afastamento de Michel Temer, a cinco meses de eleições presidenciais, ora, senhoras e senhores, sabeis mais e melhor do que este escriba – que anda por terras de São Sebastião do Rio de Janeiro – quem está atrás, porque está e o que quer!

      Excluir
    3. Quem roubou dinheiro do país que os devolva !

      Excluir
    4. resposta : FMI

      Excluir
    5. Thanks to C.I.A.
      communauté d'idiots anonymes

      Excluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-