domingo, 13 de maio de 2018

[Versos de través] Mãe

Paizote Marques


Queria hoje... Dizer de mãe!
Tudo o que de bom existe...
Não... Não ficarei triste!
Pois mesmo no outro mundo,
seu amor por mim persiste!

Foi santa... mulher... Leoa!
Sempre dizia; - não enfraqueça.
Se a vida não te for boa...
Meu filho... Não esmoreça.

Creia... terás sempre a mim...
Mesmo depois que cresças!

Foste-te a outro mundo!
Teu corpo já não presente.
Como num pano de fundo,
Tua presença ainda se sente.

Vindo do infinito...
Como?... Não sei dizer!
Teu amor ainda sinto,
e me dá força para viver.

Ainda a tenho... E sempre tive,
a todo tempo... em oração!
Pois minha mãe... ainda vive.
Interna, em meu coração.
Título e Texto: Paizote Marques, 11-5-2018

Anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-