domingo, 19 de julho de 2020

Aproximadamente 10 mil participaram de ato em favor do governo

Manifestação reuniu caravanas de vários estados brasileiros como São Paulo, Ceará, Bahia, entre outros. Ato em favor do governo contou com apoio maciço de cristãos

Rodolfo Costa

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro durante manifestação na Praça do Três Poderes, no sábado, 18, em prévia do ato deste domingo, 19. Foto: Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo
Em torno de 10 mil pessoas participaram do ato em favor do governo Jair Bolsonaro realizado neste domingo em Brasília, de acordo com a organização da manifestação. O ato reuniu pessoas de todo o Brasil. Desembarcaram na capital federal manifestantes de Estados como Ceará, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo e Goiás.

pauta da manifestação deste domingo, 19, é o apoio presidente da República e às pautas do governo. Ao contrário de outros atos, não foram registrados casos de pedidos em prol da intervenção militar ou em favor do ato Institucional número 5 (AI-5).

Em clima pacífico, os atos começaram por volta das 9h30 em frente ao Museu Nacional da República, um dos principais cartões-postais da capital federal. Depois, os manifestantes seguiram em caminhada rumo ao Congresso Nacional. Houve também momentos de oração pela saúde do chefe do Poder Executivo. Bolsonaro se recupera do contágio do coronavírus.

Além disso, os manifestantes também entoaram o hino nacional e estenderam uma grande faixa com os dizeres “Fechados com Bolsonaro”, em alusão ao apoio ao chefe do Poder Executivo. Houve também manifestantes que gritaram “fora Witzel”, “Fora Maia” e “Fora Dias Toffoli”, em referência ao governador do Rio de Janeiro, ao presidente da Câmara e do Supremo Tribunal Federal.

Visibilidade
Dessa vez, também ajudaram na organização dos protestos deputados como Márcio Labre (PSL-RJ) e Carla Zambelli (PSL-SP). Nas redes sociais, a hashtag #PatriotasComBolsonaro teve uma ampla visibilidade. Durante o fechamento desta matéria, o assunto era o mais comentado no twitter.

Quase a totalidade das menções no ato em favor do governo eram a favor do presidente da República, fazendo alusões, principalmente, ao trabalho desenvolvido por Bolsonaro à frente do Palácio do Planalto e com críticas a outras instituições como o Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Congresso Nacional.

Título e Texto: Rodolfo Costa, revista Oeste, 19-7-2020, 11h40

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-