domingo, 2 de julho de 2017

Pagamos impostos para quê?

Rui A.

Em pouco mais de quinze dias, o estado português falhou, esplendorosamente, aquela que é a sua principal função: defender os cidadãos que o sustentam através do pagamento de impostos.

Primeiro, não precavendo eficazmente um incêndio devastador, para o qual não houve meios, estratégia, nem resposta rápida que evitasse as dezenas de mortes que ocorreram. Depois, não sendo sequer capaz de guardar, com o cuidado que se impõe, armamento militar de extrema periculosidade que está (supostamente) à sua guarda. Se tivermos a infelicidade desse armamento ser utilizado aqui, por quem o roubou, Portugal falhará novamente: não temos a mínima capacidade para prevenir e evitar um ataque terrorista. Se, apesar da desgraça, quem tiver roubado esse material o destine para atos em países mais capazes do que o nosso, talvez haja a sorte – esperemos – de conseguir evitar o pior. De todo o modo, as «autoridades» portuguesas serão sempre responsáveis pelo que acontecer com esse material de guerra.

E por falar nelas, nas «autoridades» portuguesas, as duas nódoas que temos pelos ministérios das tutelas respectivas continuam a proferir inanidades e a aguardar relatórios para apurar responsabilidades.

Estes cidadãos, pagos com o dinheiro dos nossos impostos, presumem que a responsabilidade política é igual à responsabilidade individual, e que carece de um nexo de causalidade inequívoco, entre os factos ocorridos e as suas estimáveis pessoas, para que se tenham de demitir ou serem demitidos das suas funções.

Não se lhes ocorre que basta serem absolutamente incompetentes e incapazes de cumprirem o que está à sua responsabilidade para que devam dar o lugar a outros.
Título e Texto: Rui A., Blasfémias, 1-7-2017

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-