sexta-feira, 28 de junho de 2019

Ele é filiado ao PT ou ao PSL? Fake news sobre o caso do militar da FAB preso com 39 kg de cocaína!

Gilmar Lopes

É verdade que sargento Manoel Silva Rodrigues, preso com 39 kg de cocaína, é filiado a algum partido? Respondemos a essa e outras perguntas aqui no E-farsas.

No dia 25 de junho de 2019, o sargento Força Aérea Brasileira (FAB) Manoel Silva Rodrigues foi preso em flagrante ao desembarcar no aeroporto de Sevilha (Espanha) portando uma maleta com 39 quilos de cocaína. Ele fazia parte, juntamente com outros 20 militares, da comitiva do presidente Jair Bolsonaro em sua visita ao Japão.

A notícia caiu como uma bomba na web e, como de praxe, deu início a uma série de compartilhamentos de fake news a respeito do assunto. 

A seguir e explicamos a verdade sobre as mais compartilhadas:



O militar estava levando a cocaína no mesmo avião do presidente?

NãoRodrigues estava em uma aeronave de reserva da Presidência. Ele não estava no mesmo avião que havia transportado o presidente Bolsonaro.

Manoel Silva Rodrigues é filiado ao PSL?

Fizemos uma busca no site do Tribunal Superior Eleitoral pelo nome do sargento e não encontramos em nenhum partido.


Além disso, o artigo 142 da Constituição, em seu parágrafo 3º, diz que:
V – o militar, enquanto em serviço ativo, não pode estar filiado a partidos políticos;   
Ou seja, um militar não pode ser filiado a nenhum partido.

Manoel Silva Rodrigues é filiado ao PT?  

Nossa pesquisa acima também responde a essa pergunta: Não! Ele também não é filiado ao PT. 



O sargento iria voltar no mesmo avião de Bolsonaro?

Muita gente espalhou a informação de que Manoel Silva Rodrigues voltaria no mesmo avião de Bolsonaro (se não tivesse sido preso), graças a uma afirmação feita pelo vice-presidente Hamilton Mourão. Só que essa informação foi desmentida pela comunicação da Presidência.

A Força Aérea Brasileira quis encobrir o caso?

Não!Força Aérea Brasileira emitiu a seguinte nota para imprensa, afirmando que abrirá um Inquérito Policial Militar para apurar o caso:

“O militar detido no aeroporto de Sevilha, na Espanha, nessa terça-feira (25), por suposto envolvimento no transporte de entorpecentes, é Sargento da Aeronáutica que exerce a função de comissário de bordo em uma aeronave militar VC-2 Embraer 190.

Esclarecemos que o sargento partiu do Brasil em missão de apoio à viagem presidencial, fazendo parte apenas da tripulação que ficaria em Sevilha. Assim, o militar em questão não integraria, em nenhum momento, a tripulação da aeronave presidencial, uma vez que o retorno da aeronave que transporta o Presidente da República não passará por Sevilha, mas por Seattle, Estados Unidos.

O militar encontra-se preso à disposição das autoridades espanholas. O Comando da Aeronáutica instaurou Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar todas as circunstâncias do caso.

Medidas de prevenção a esse tipo de ilícito são adotadas regularmente. Em vista do ocorrido, essas medidas serão reforçadas.

O Comando da Aeronáutica reitera que repudia atos dessa natureza, que dá prioridade para a elucidação do caso e aplicação dos regulamentos cabíveis, bem como colabora com as autoridades.”

O Governo abafou o caso?
Não! No mesmo dia da prisão do militar, o presidente Jair Bolsonaro publicou em seu perfil do Twitter uma nota pedindo a imediata apuração dos fatos:


Conclusão
Essas foram algumas das fake news que circularam a respeito da prisão do militar da FAB preso com 39 quilos de cocaína. Esse artigo será atualizado na medida em que novos boatos venham a se espalhar através das redes sociais.
Título, Imagens e Texto: Gilmar Lopes, E-FARSAS, 27-6-2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-