sexta-feira, 27 de setembro de 2019

[Sem rodeios] Rochinha, o ‘polemista’ desde nascença


Do Rio Grande do Sul, Rochinha (Vanderlei dos Santos Rocha) [foto], gaúcho de dezenas de costados e ex-Mecânico de Voo na Varig, passa a nos prestigiar (e aos nossos leitores) com as certeiras canivetadas às quais os assíduos leitores do Cão já estão acostumados nos comentários desta revista.


Utilizei, entre aspinhas, a palavra ‘polemista’, para significar e LEMBRAR que, hoje em dia, qualquer pessoa que não alinhe na maré da bem-pensância decidida e definida pela esquerda, aquartelada na imprensa, é, ‘caridosamente’, rotulada de ‘polemista’.

Vanderlei dos Santos Rocha caga e anda para tudo isso. Até para este intróito.

Relacionados:

5 comentários:

  1. Meu Prefácio
    Esquecemos muito rapidamente assuntos que aprendemos nas escolas.
    Aprendi muito cedo a teoria da relatividade.
    Um minuto de namoro é diferente de um minuto segurando uma chaleira quente.
    Depois de um século descobri que todos esquecemos de Lavoisier e seu teorema das massas.
    Por último descobri que o politicamente correto é limpar merda com mãos limpas sem sujá-las de merda.
    Em 2001 quando pedi minha aposentadoria do AERUS, com 70%, percebi que só havia contribuições feitas por mim, pagas no PDV, nenhuma prestação de contas dos depósitos da VARIG.
    Ora, porque?
    Seria o AERUS conivente ou parceiro da VARIG no trambique?
    Todas as palestras agendadas por sindicato e associações eram explicadas por gráficos e mentiras tipo power point assistidas por imbecis como eu.
    Éramos enganado.
    Sem papas na língua existem 3 grupos de viúvos do AERUS:
    1 - Aposentados até 2006.
    2 - Ativos com condições de aposentadoria em 2006
    3 - Ativos que tenham reservas de poupança à receber
    Pensões atrasadas a receber é somente dos aposentados e assim se resume a antecipação de tutela.
    Talvez possam haver discrepâncias de "juridiquês" ou quem não havia lido e entendido a decisão do TRF4, mas todas as medidas jurídicas para modificar a decisão judicial serão protelatórias, e muitos morrerão sem vê-las.
    Não adianta rezas e orações.
    Apesar de eu ter mandado centenas e-mails de intenções aos deputados e senadores, incluindo o presidente e ministros, elas são insignificantes.
    O presidente prevaricaria ao tentar interferir na AGU.
    A AGU te o direito de interferir em ações jurídicas contra a união.
    No meu mundinho sem a tutela é cortar algumas mordomias, pagar água, luz e gás, e o resto vai para o SPC e a SERASA.
    Depois acorda-se.
    Ainda me pergunto por que diretores do AERUS e da VARIG não foram acionados juridicamente?
    Também ninguém acionou os responsáveis da SPC e PREVIC pelos acumulativos 21 renegociações de dívida ou mudanças de acordo do AERUS com eles?
    Tudo pelo politicamente correto.
    Nós estamos limpando as mãos sujas de merda.
    Antes de finalizar gostaria de saber se algum de vocês acham realmente que mandar e-mails e cartas para estes que sujam de lama a política do país resolve?
    Sem sim, podem atirar-me as suas pedras.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que a única forma de resolver o atual problemão do Aerus é judicial. Isto é, a AGU descumpre uma sentença judicial, inclusive já incluída na LDO 2020, portanto, cabe à autoridade desrespeitada ratificar a sua pretérita sentença...

      Excluir
    2. Caros irmãos pertencentes ao AERUS grupo VARIG e TRANSBRASIL bem nossos irmãos não assistidos os “flagelados” pela pretensa falência há pelo menos dez anos.

      Venho escrevendo que a APRUS em cumprimento de suas obrigações estatutárias, tomou providências maiores no que diz respeito a atitude tomada pela AGU e provocada por uma nota técnica de número 57 da DISIS PREVIC de março de 2015, tendo informado ao Ministro da AGU e seu substituto dos reais fatos ocorridos, posso informar que tenho reunião agendada com o Ministro da AGU no dia 14/10 mas muito mais para tratar de assuntos que levei na gestão anterior e que ficaram a descoberto no meu entendimento até hoje.

      Como não podíamos aguardar mais (APRUS), informamos que entramos com uma medida legal chamada de RECLAMAÇÃO na terça feira dia 23/09, junto ao desembargador DANIEL PAES onde levamos maiores esclarecimentos técnicos e contábeis e peticionamos sobre nossos interesses conforme o abaixo anexado aguardando assim suas ações a respeito.

      Thomaz Raposo, 28 de setembro de 2019
      https://drive.google.com/file/d/1mFrELPlkXtnLqls2IOeAfUf88VBQDIBO/view

      Excluir
  2. Já mandei o cabeçalho do seu próximo artigo!
    Obrigado.

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-