quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Diferenças entre luta e subserviência…

As moças Pussy Riot que foram libertadas não deram tempo à subserviência. A primeira coisa que fizeram foi criticar quem as prendeu. Uma delas, antes de seguir para casa, foi para uma ONG de Direitos Humanos.

“O mais difícil na prisão é ver como destroem as pessoas", disse Maria Alyokhina. Foto: Natalia Kolesnikova/AFP
MUITO diferente (e constrangedor, para alguns, como eu) de muitos desgraçados pelo Aerus que, guiados por entidades petistas e cutistas, já cantaram “Parabéns para você” para o senador medalhinha e juntaram-se, serelepes, a uma homenagem (outorga da medalha Pedro Ernesto) na ALERJ (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) – enquanto uns poucos ficaram do lado de fora, lembrando à população fluminense e às “autoridades” que adentravam aquele edifício – a REALIDADE.
É uma pena que poucos, só poucos, lembrem (ou saibam) de quem entrou, naquele edifício, para engrossar o cordão dos puxa-sacos…

Em frente à ALERJ, 11-09-2009
E não só, não foi só na Alerj e lá no Sul, depois vestiram camisetas “agradecendo” a um famoso advogado que, (com todo o respeito à família), faleceu. Foram ágeis na demagógica (e insultuosa) cavalgada sobre o triste evento – para a família. Um advogado que, abstraindo-me de qualquer comentário sobre os seus valores profissionais, nunca fez segredo de revelar, no seu próprio blogue, a família política à qual pertencia e defendia.
É triste ver a que ponto chegamos (na primeira pessoa do plural porque sou parte interessada) quando leio, por cópia, e-mails genuflectores a cada discurso que um ou outro fazem lá no plenário do Senado Federal. Quero dizer, acontece o discurso, chovem agradecimentos e “bem-hajas”. Faz OITO anos!
Tem gente que acha o máximo… discursos. Discursos por discursos dou muito mais valor aos “discursos” de alguns desgraçados pelo Aerus – alguns privilegiadamente publicados neste blogue.
Inté!
JP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-