quinta-feira, 7 de abril de 2016

Leilão da República... Quem dá mais?


Valdemar Habitzreuter
O desespero petista é grande. O governo sabe que está em apuros com o prosseguimento da instalação do impeachment na Câmara dos deputados pela comissão especial.

As negociatas para a compra de votos estão sendo feitas a céu aberto para barrar o impeachment. Seu maior articulador e negociador é, nada menos que um fora da lei, um investigado da Justiça, o sr. Inácio Lula da Silva. Dilma o chamou para a nefasta tarefa de aliciar deputados contra o impeachment. Sem dúvida, de falcatruas e do toma-lá-dá-cá ele entende muito, já que foi o responsável pelo mensalão e PTrolão que depenaram a República.

O governo Dilma sofre de Transtorno Obsessivo e Compulsivo em insistir ficar no poder pela via da propina e corrupção.

Dilma entregou as rédeas do governo ao Lula e antes de tudo é preciso sustar o impedimento dela para em seguida formar a equipe de governo de olho em 2018. Para isso Lula se dá muito bem, tem traquejo com propinas e picaretas que se deixam vender. Trata-se de salvar sua própria pele para garantir foro privilegiado. Daí jogar todas as fichas contra o impeachment. Seu método continua o mesmo: mutreta por debaixo do pano.

Apesar de lhe ser cerceada a investidura ministerial, age como se ministro fosse. Tem o papel de corifeu e cochicha o que é preciso fazer. Quer a todo custo ganhar a batalha contra o impeachment.

Não duvido muito da compra de votos de deputados no valor de um milhão para votar contra ou quatrocentos mil para não comparecer à votação, como tem sido ventilado.

A República está sendo leiloada por um fora da lei e outros tantos picaretas e o Judiciário contemplando tudo do alto de seu trono.

A que situação chegamos! Um governo podre e ainda há juristas que o defendem... 
Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 7-4-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-