sábado, 7 de janeiro de 2017

Chato é…

… aquela pessoa que, quando cumprimentada com o tradicional “Tudo bem?”, responde!


Aí, leitor amigo, abaixo duas imagens para ajudá-lo a lembrar outros exemplos de CHATO:


5 comentários:

  1. ... aquela pessoa que fica sempre te puxando pelo braço...

    ResponderExcluir
  2. O livro TRATADO GERAL DOS CHATOS foi escrito pelo irmão do general Figueiredo.
    Eis alguns que copiei de um saite.
    Catalítico:
    Aqueles que não precisam fazer nada para serem chatos. Sua simples presença basta. Mesmo sem se moverem ou falarem, emitem partículas de chatice que giram ao seu redor, os chamados anéis de Chaturno.

    Vivissectólogos:
    Aqueles que não conseguem contar um caso sem fazer uma digressão, sem voltar atrás, sem entremear uma história com outra. Para falar de uma salada de frango, têm que mencionar o nome do dono da granja.

    Tartufoclocos:
    Instalam-se na casa alheia. Exemplos: parentes do interior, cunhados, sogras e amigos de infância. Inspirado em dois personagens inconvenientes da história do teatro, Tartufo, de Molière, e Clo-Clo, de Marcel Achard.

    Postulantes:
    Os que têm sempre uma encomenda a fazer, seja uma peça para o computador ("Já que você vai mesmo a Nova York") , seja um cigarro para fumar depois.

    Ofertantes:
    Aparentemente, são o oposto da categoria acima. Dizem sempre "Você manda, não pede", e "Disponha sempre!" Mas depois emendam "Isso eu não posso fazer. Quem sabe numa próxima?"

    Catequéticos:
    Os que tentam nos catequizar. O tempo todo querem converter-nos à sua religião, ao seu partido, ao seu time de futebol, ao seu esporte preferido.


    Pirotécnicos:
    Identificáveis por expressões do tipo: "Como vai essa força?!" Dão muitos abraços, tapas nas costas e usam pontos de exclamação em toda as frases!

    Artesanais:
    Estão sempre dispostos a consertar qualquer coisa, sejam lâmpadas, isqueiros, relógios ou computadores. Irritantemente habilidosos.

    Faisões:
    Usuários compulsivos do pronome "eu". Só sabem falar de si mesmos.

    Confidenciais:
    Os que pensam saber as notícias de primeira mão. Geralmente seguram você pela ombro e contam coisas óbvias, que todo mundo já sabe.

    Otelos:
    Têm ciúme em excesso, e não só do cônjuge, mas também dos amigos. Ficam ofendidos quando não são chamados para um almoço ou um cinema, mesmo que não pudessem ir.

    Dom-juanescos:
    Paqueradores compulsivos, costumam se gabar de suas conquistas com os amigos

    Iagos:
    São invejosos e escolhem uma vítima - escritor, músico ou político - para alvo permanente. Muitos críticos profissionais pertencem a esta categoria.

    Sursumcordistas:
    Fazem promessas. Invariavelmente otimistas, dizem coisas como "A coisa vai melhorar".

    Gratitudinenses:
    Sempre lembram que você lhes deve algo. Suas frases típicas são "Troquei muito a sua fralda" e "Ajudei muito o seu pai quando ele estava em dificuldade". O duro é quando o gratitudinense é também postulante.

    Logotécnicos:
    São os que gostam de falar palavras difíceis, termos técnicos ou trocadilhos.Como você deve ter percebido por essa classificação, é nesta categoria que se enquadra o autor do livro, embora ele mesmo não soubesse disso.

    Interchatos
    Essa é por conta do Bar do Bulga. São os que se utilizam da internet para fazer uso de sua chatice. Quer coisa pior do que receber aqueles trabalhos em powerpoint, cheios de imagens de gosto duvidoso, com texto de terceira categoria e com uma musiquinha brega no fundo, tentando nos dar lição religiosa, de moral ou de chatice?

    ResponderExcluir
  3. ... os 'testemunhas de Jeová' batendo na sua porta...

    ResponderExcluir
  4. Manual do Chato

    Qual das opções abaixo, mais irrita vocês?

    1. Pergunta na festa se o pavê é "pavê ou pacumê";

    2. Diz no restaurante que "quem senta na ponta, paga a conta";

    3. Faz piadinhas quando alguém diz ter 24 anos;

    4. Quando alguém conta uma piada que ele já conhece, estraga contando rapidamente o final, tornando-a sem graça, só porque quer ser o mais engraçado da galera;

    5. Em festinhas de crianças pequenas destrói a hora do "parabéns", repetindo em voz alta o primeiro verso, diversas vezes, não deixando que a canção chegue ao final;

    6. Faz piadinhas bobas, do tipo: "fulano é gente Boa! Nunca foi preso à toa!"

    7. Acha legal e divertido embebedar os amigos numa festa. Não faz outra coisa a noite toda! Como se esta fosse a única distração possível e existente no evento.

    Se você faz todas essas coisas juntas, parabéns! Você é um chato de carteirinha!

    ResponderExcluir
  5. SOU CHATO, MAS AS COISAS ACIMA SÃO DE CRETINOS.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-