domingo, 29 de janeiro de 2017

TIME panfletária

A edição da TIME, 30 de janeiro de 2017, traz na capa a imagem de Donald Trump e a legenda: DONALD TRUMP – 45TH PRESIDENT OF THE UNITED STATES OF AMERICA.


Bem diferente de uma capa anterior que revelava a opinião desta publicação:
DONALD TRUMP – PRESIDENT OF THE DIVIDED STATES OF AMERICA.


Bom, aí começo a ler a revista (a edição de 30 de janeiro) – leio-a para não esquecer o pouco que sei da língua inglesa – pensando que iria encontrar análises informativas, jornalísticas, que pairassem acima das opiniões. Que nada!

Vamos lá! Começando pelo primeiro artigo do ‘suplemento’ dedicado a Trump, escrito por David Von Drehle. Na capa da revista a chamada é esta: A SPEECH WITHOUT PRECEDENT. Mas o que encima o artigo é: TRUMP’S AMERICAN VISION – The new President reverses course on a century of U.S. leadership.

Pois muito bem, o artigo é um libelo contra o 45º presidente dos EUA. Nada de novo, ou seja, nada que já não tenhamos lido sobre o Belzebu. Só faltaram os epítetos “misógino” (que está na moda) e “homofóbico”. Mas tinha um novo, sim, “Rancoroso”.

Um parágrafo chamou a minha atenção. Este aqui:
“He was eager to get inside the Oval Office, behind the desk and down to work. The sooner America saw the businessman President barking orders and sending heads rolling, the better. Only in the past few weeks had he come around to the importance of Inauguration Day, the historical gravity, the message it sends.”

Ops! Peraí, “barking”… to bark… não quer dizer ladrar?!

Eis a minha tradução, (agradeço correções):
Ele estava ansioso para chegar ao Salão Oval, sentar à secretária e começar o trabalho. Quanto mais cedo a América visse o homem de negócios Presidente ladrando ordens e mandando cortar cabeças, melhor. Somente nas últimas semanas quando ele se deu conta da importância do ‘Inauguration Day’, a seriedade histórica, a mensagem é enviada.

Pegou o nível do artigo? Well, e quem odeia é Trump.

Prossigamos.
O artigo seguinte “THE INNER CIRCLE OF TRUMP’S INNER CIRCLE”, escrito por Zeke J. Miller. Para este, os mais próximos colaboradores de Trump, bof!, são uns inexperientes (com exceção de George Gigicos, Director of advance, algo como Responsável pela Agenda presidencial). O destaque do artigo é “WHEN TRUMP IS BORED, HE CALLS IN HOPE, KEITH, SCAVINO, JOHN OR GEORGE”. Quer dizer, quando o inútil Trump está chateado, enfadado, cansado de jogar PlayStation chama estes colaboradores para lhe fazer companhia e distraí-lo.

Zeke J. Miller assim finaliza o seu artigo:
“This is a President who won the office by promising dramatic change and used his unorthodox campaign style as a central selling point. With his wife Melania staying in New York City through the school year with their 10-year-old son, Trump will continue to buck convention. But he will rarely be alone. ‘We have his back’, says Scavino.”

Prosseguindo vem “DO BUSINESS LEADERS MAKE GOOD PRESIDENTS?”, de Jon Meacham. Adivinhou? Acertou!

Vamos para o seguinte “LIBERALS PLOT REVENGE”, por Michael Scherer. Trata-se de propagandear a “luta de resistência” (contra Trump) de um tal David Brock, um cara que soltou um grito quando soube que “Hillary Clinton would lose to Donald Trump”. Aconselhado (ou seria melhor dizer atiçado) por Hillary HILLARY CLINTON ADVISED HIM ON CRAFTING A NEW LAWSUIT TO EXPOSE POSSIBLE TRUMP TIES TO RUSSIA tem como objetivo pentelhar  o governo de Trump: “By the time he woke up, he had the beginnings of an answer, wich he tapped out in a memo to his fundraising partner Mary Pat Bonner. The basic idea was to double down and update his organizations for the next fight, with new technology, new targets and a singular focus to hobble the Trump Administration at every turn.” 

To hobble = pentelhar. (Tradução deste que vos escreve).
Ainda não acabou. Continuo amanhã.
TIME panfletária (conclusão)

8 comentários:

  1. A mim parece que a palavra barking está perfeita para esse indivíduo
    José Manuel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo José, "esse indivíduo" é ele, não eu, certo? ;)

      Excluir
  2. Indivíduo é uma palavra bonita para essa praga chamado Tump que vai acabar com os USA como a outra praga do sul que acabou com o Brasil.
    Você jamais estaria mencionado. Um abraço
    José Manuel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José, em sua homenagem (e, de certa forma, agradecimento) vou escrever um artigo. Só tenho (ainda) o título: "Estou feliz (como Editor)".

      Excluir
    2. Caro José Manuel, estou contente em descobrir que não sou a única pessoa a enxergar a praga chamada Trump. Tenho a absoluta certeza de que ele trocará os pés pelas mãos muito rapidamente, e de tal forma, que os seus eleitores irão se surpreender.

      lp

      Excluir
  3. A OUTRA PRAGA É BÚLGARA E MINEIRA QUE JUNTO COM A MULA RETIRANTE DE GARANHUNS ACABARAM COM O BRASIL. O PT ACABOU COM O RIO GRANDE DOS SUL.
    ALIÁS SEMPRE HOUVE XENOFOBIA CONTRA OS GAÚCHOS.
    OS MOVIMENTOS SEPARATISTAS INICIARAM NO OESTE CATARINENSE MAS A CULPA É DOS GAÚCHOS.
    MOREI 20 ANOS NO RIO DE JANEIRO, E TODOS OS DIAS ALGUÉM ME PERGUNTAVA SE EU ERA DE PELOTAS.
    AS PIADAS DE GAYS NA TELEVISÃO SEMPRE FORAM SOBRE GAÚCHOS.
    ALIÁS SE O RESTO DO PAÍS ENTENDESSE DE HISTÓRIA, SABERIAM QUE NÓS GAÚCHOS LUTAMOS BRAVAMENTE PARA SERMOS BRASILEIROS, DÍVIDA QUE O IMPÉRIO NUNCA PAGOU E UM DOS MOTIVOS DA REVOLUÇÃO FARROUPILHA.

    OS PRIMEIROS ATOS DA ABERTURA POLÍTICA DE 1988 FORAM TIRA A HEGEMONIA DO III EXÉRCITO BRASILEIRO LOCALIZADO NO RIO GRANDE DO SUL, E DIMINUÍREM O QUINTO COMAR.
    NOSSA CAPACIDADE REVOLUCIONÁRIA FICOU RESTRITA.
    O BRASIL VOLTOU À POLÍTICA DO CAFÉ COM LEITE, MAS AGORA TEM BUCHADA DE BODE NO ALMOÇO.
    EM LETRAS GARRAFAIS SE PUDESSE.
    ENTREGARAM O COMANDO DA VARIG AO SUDESTE E ATÉ JAPONESES, MAS COM CERTEZA ALGUÉM PORÁ A CULPA NOS GAÚCHOS.
    Como estou mais calmo, agora me considero cosmopolita, e os acontecimentos em outros países, não são de minha competência.
    Agora reconheço que sou tradicional, família e defendo o direito da propriedade, sou protecionista, nacionalista e patriota.
    Reconheçam nossas façanhas...
    fui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vander Roccha, excelente, clap, clap...

      Excluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-