segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Ainda há juízes na Califórnia: professora ligada ao Antifa é condenada a pagar milhares de dólares a aluno conservador

Rodrigo Constantino

Um juiz da Califórnia condenou uma professora ligada ao grupo violento Antifa a pagar milhares de dólares de indenização a um ex-aluno conservador da University of California-Berkeley. Uma corte do condado de Alameda condenou Yvette Felarca a pagar $10 mil ao líder do Berkley College Republicans, Troy Worden, em custas de advogado por sua tentativa de obter uma ordem de restrição permanente contra ele.


Thomas Rasch disse que as ações de Felarca não foram tomadas de boa-fé. Ela é uma líder nacional de um grupo chamado “By Any Means Necessary”, cujo nome já diz: estão dispostos a usar quaisquer meios “necessários” para atingir seus fins “nobres”. Quais? Combater os “fascistas”, ou seja, todos aqueles que não compartilharem de seu credo anarco-comunista.

Yvette entrou com pedido da ordem de restrição em setembro, alegando que o ex-aluno estaria a perseguindo e a importunando. A turma da Antifa quer o “direito” de usar violência contra os outros, mas não parece disposta a aceitar o direito dos outros de acompanhar as ações do grupo, eventualmente filmando seus atos bárbaros. E, para tanto, está disposta até a usar o sistema judiciário “podre”.

Felarca acusou o juiz de ser partidário, claro, e disse que a decisão pode influenciar negativamente outras mulheres buscando ordens de restrição no futuro. Eis que, num passe de mágica, a coisa se transforma em bandeira feminista também! O que seria da extrema-esquerda sem a vitimização eterna?

Mas isso não coloca fim na presença de Felarca nas cortes californianas. Ela ainda precisa enfrentar a denúncia de incitar baderna por conta de uma “manifestação” de 2016 em Sacramento, e também terá que se defender de várias outras acusações de delitos menores decorrentes de suas ações em um “protesto” em Berkeley setembro passado. 
Título, Imagem e Texto: Rodrigo Constantino, Gazeta do Povo, 8-1-2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-