quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

[Pernoitar, visitar, comer e beber fora] Francesinha

sanduíche Francesinha é um prato típico da cidade do Porto, baseado numa tosta francesa, supostamente recriado por um cozinheiro emigrante retornado de França.

Descrição:
francesinha é constituída por linguiçasalsicha frescafiambrecarnes frias e bife de vaca ou, em alternativa, lombo de porco assado e fatiado, coberta com queijo (posteriormente derretido). É normalmente guarnecida com um molho à base de tomate, cerveja e piri-piri. Ovos estrelados (no topo da sanduíche) e batatas fritas são facultativos.

História:
Uma das teorias sobre a origem da francesinha remonta aos tempos das invasões francesas: Os soldados franceses costumavam comer umas sandes com pão de forma e onde colocavam toda a espécie de carnes e muito queijo. Mas faltava uma coisa importantíssima que os portuenses imediatamente passaram a colocar nas ditas sandes – o molho.

No entanto, atualmente parece haver alguma unanimidade em dar os créditos da sua criação a Daniel David Silva, então empregado do Restaurante A Regaleira na década de 1950. Tendo trabalhado em França, Daniel Silva criou a francesinha com base na tosta francesa, ou croque-monsieur, e daí o nome.
(...)
 
Café Santiago da Praça, foto: Artur Machado/GI
Na cidade do Porto existem vários locais que servem ótimas Francesinhas. Um motorista de táxi, bem falante, nos indicou o restaurante Capa Negra e o Café Santiago, na rua Passos Manuel, em frente ao Coliseu do Porto. Optamos por este, pela proximidade do nosso hotel. E descemos a Rua da Alegria rumo à Passos Manuel.

São dois Cafés Santiago na rua Passos Manuel. Ambos lotados, com filas nas portas. Subimos a rua em direção à Praça dos Poveiros, onde sabíamos existir um terceiro café Santiago, inaugurado ano passado. Acertamos. Nos acomodamos com facilidade e... pedimos a Francesinha.

Francesinha, Café Santiago, foto: Pedro Granadeiro
O atendimento é simpático e eficaz.

Cinco estrelas! Recomendado.

Não direi que voltarei ao Café Santiago por uma simples razão: se e quando voltar à cidade do Porto (Deus queira!), irei conhecer a Francesinha de um outro local afamado.

Anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-