segunda-feira, 27 de abril de 2020

FC Porto SAD propõe adiamento de reembolso de obrigações

Pandemia alterou circunstâncias da restituição do empréstimo, mas mantém-se o pagamento de juros


FC Porto

O Conselho de Administração da FC Porto SAD propôs aos subscritores do empréstimo obrigacionista “FC PORTO SAD 2017-20120” o adiamento por um ano do reembolso das obrigações. A medida é justificada pelo impacto da pandemia da Covid-19 na atividade do grupo FC Porto e não prejudica o cumprimento da obrigação do pagamento de juro aos investidores.

Conforme tem acontecido noutras ocasiões, o Conselho de Administração projetava liquidar este empréstimo, no valor de 35 milhões de euros, com recurso a uma nova oferta pública de subscrição ou a fundos obtidos no mercado de transferências de jogadores. As circunstâncias em que essas operações poderiam realizar-se, contudo, foram afetadas pela incerteza associada à suspensão por tempo indefinido das competições desportivas e à consequente redução das receitas dos clubes de futebol.

O adiamento do reembolso deste empréstimo para 9 de junho de 2021, salvaguardando-se a possibilidade de vir a executar-se em data anterior, potenciará o sucesso de uma emissão obrigacionista concretizada num cenário mais favorável.
Título e Texto: FC Porto, 27-4-2020, 12h59

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-