segunda-feira, 20 de abril de 2020

«Queria triunfar, mas não imaginava chegar tão longe»

A Bola

Foi a 20 de abril de 2015, então com a camisola do Nacional, que marcou o primeiro golo na Liga. Pretexto mais do que suficiente para Tiquinho Soares fazer, ao Globoesporte, o balanço destes cinco anos em Portugal.


«Fiquei muito feliz com esse golo, foi num clássico [n.d.r. empate 1-1 com o Marítimo, na Choupana] e, por isso, foi especial. Estava a precisa daquele golo. Vai ficar para sempre na minha memória por ter sido ali que comecei a minha trajetória em Portugal», começou por dizer o avançado.

Depois de duas épocas no Nacional, teve curta passagem pelo Vitória de Guimarães para depois dar o salto para o FC Porto, onde cumpre a quarta temporada:

«Eu imaginava triunfar, mas não imaginava que chegaria longe. (…)  Futebol é muito difícil, mas graças a Deus consegui realizar o meu sonho, que era chegar a um grande nível e ainda pretendo mais.»

Sobre a atual temporada, suspensa a nove jornadas do fim com o FC Porto à frente do Benfica, por um ponto, Soares sublinhou o desejo:

«O que eu quero mesmo é ser novamente campeão com o FC Porto. Sou sempre grato a tudo e a todos que me ajudam todos os dias. Espero continuar com o meu trabalho e realizando o que mais gosto de fazer.»

Gratidão é sentimento que não esconde pelo País onde conseguiu afirmar-se como futebolista: «Portugal é incrível! Aqui aprendi muita coisa boa, os meus filhos adoram e a minha esposa ama o País. Foi aqui que realizei todos os meus sonhos. Amo Portugal. Já dei a entrada no passaporte português e a minha filha já é portuguesa.»
Título, Imagem e Texto: A Bola, 20-4-2020, 12h14

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-