segunda-feira, 2 de setembro de 2019

[Para que servem as borboletas?] Nada de extremismo!…” in medio virtus”...

Valdemar Habitzreuter

Os governos extremistas geralmente são inconsequentes em suas atitudes e ações, para não dizer irresponsáveis. Por quê? Acham-se de posse da verdade e não admitem ideias alheias que possam contribuir para uma gestão mais condizente com os anseios da sociedade. A arrogância é a característica primeira de um extremista e não arreda o pé quando é contestado por erros, não é nada humilde.

Permanece na falsidade como se verdade fosse, por pura arrogância. Geralmente comete barbaridades que penalizam a sociedade.

O regime lulista de extrema-esquerda descambou para a corrupção como normalidade, não admitindo falsidade nisso, já que o fim justificava os meios: instauração de seu socialismo às custas do assalto ao erário.

Ao lulismo sobreveio o bolsonarismo de extrema-direita. Derrotou o lulismo com a bandeira da anticorrupção. Mas, é contestado por intransigências nada aceitáveis. Parece que o Estado democrático de direito para Bolsonaro deve ser regido pela sua vontade intransigente, como lei maior que deve prevalecer.

A sociedade já se manifesta insatisfeita com as incongruências de sua administração. Vide o-bate-pé em indicar seu filho embaixador; sua leniência no que tange ao desmatamento na Amazônia como normal; bate-boca agressivo com seus desafetos; críticas contundentes à imprensa, e por aí vai… Temos de ficar de olho para que não burle as leis constitutivas do Estado democrático de direito.

(Os ex-trabalhadores da Varig andam ressabiados pela suspensão da indenização que lhes cabe por direito, decretada pela justiça e ratificada pelo STF. Dedo de Bolsonaro?)
Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 2-9-2019

Colunas anteriores:

3 comentários:

  1. Bom dia Valdemar,
    Volto a dizer que sues comentários fazem-me pensar muito.
    Um amigo de longa data escreveu que quanto mais lê e reflete mais se distancia dos extremos.
    Depois outro amigo lhe responde:
    Foi extremo os judeus terem assassinado aquele bom homem meio 13 da cabeça que se dizia ser um deus e com esse ato estúpido imortalizarem suas mensagens hippies? Foi extremo aquele outro excelente homem chamado Yurovski ter encerrado os plutocratas Romanov num porão e os enchido de merecidas balas? Foi extremo aquele nosso abençoado tatatatataaravô antigo ter reunido a tribo, grunhido com violência e sacudido um galho, decretando que dali por diante nós choraríamos e enterraríamos nossos parentes mortos, em vez de fazer churrasco com a vozinha recém falecida? Foi extremo Beccaria sair gritando nos pelourinhos que barbarizar criminosos com torturas era ainda criminoso? Eu leio muito e reflito muito. Teu xadrez me prova que seu intelecto é maior que o meu. Mas como demônios negar que o bem e que a evolução só se dão pela opção concreta pelo extremo?

    Eu no meu casulo de aprendimento Vendo pelo argumento de Ricardo Rao, ao qual também adiro, pergunta-se:
    Será que índios e quilombolas tem direito de cobrar de nós pelo passado? As economias liberais transformam impostos em benesses populares quando honestas.
    Os extremos são o início ou o fim.
    Inexistirá prosseguimento além dos extremos.
    O ser extremo deste nosso universo em particular, que possui as combinações mais possíveis de DNA é a AMEBA. Os menores deles nos adoenta, são os vírus.
    Eu quanto mais leio, mais me aproximo dos extremos.
    Nunca ressaltou-se tanto as diferenças.
    Presumo na minha ignorância que nem gêmeos são iguais.
    Acredito piamente que devemos eliminar o extremo que achamos mais perigoso à nossa existência.
    O extremismo de enriquecer a SEITA chamada de catolicismo criou o Comunismo, o socialismo e as outras seitas mundiais. A idolatria é um extremo muito perigoso.
    O medo do desconhecido e outro perigo fundamental.
    Pensar diferente não é radicalismo é a chama evolutiva do debate.
    A única forma de evoluir é deixar de lado sempre o pensamento comum e que sabemos com certeza que não foram contribuitivos à humanidade.
    Não acho Bolsonaro, nem TRUMP extremistas, acho-os evolutivos.
    Dentro do princípio político extremamente necessário.
    Estamos a viver um EXTREMISMO LEGISLATIVO E JURÍDICO.
    Porque no presidencialismo que vivemos PRESIDENTE NÃO MANDA PORRA NENHUMA.
    Pode-se dizer que o ladrão de 9 dedos mandava porque pagava.
    É lamentável o ocorrido com nossa tutela.
    Porém em qualquer lugar que exista um ser humano alguém há de inventar um meio da bajulação para tentar subir na escalada profissional.
    Quantos bajuladores foram diretores e checadores na nossa Varig?
    Tenho plena certeza que Bolsonaro nada teve a ver com este episódio.
    Para finalizar quero falar da amazônia que representa menos de 1% das terras do planeta.
    A responsabilidade pelo aquecimento global é o que chamamos 75% do planeta.
    As ÁGUAS DOS OCEANOS, MARES, LAGOAS, LAGOS E RIOS QUE TANTO POLUÍMOS MATANDO O MAIS SAGRADO DE TODOS OS ANIMAIS, OS PLÂNCTONS.
    Bom dia,,,,
    fui...

    ResponderExcluir
  2. Então, sem muita “filosofia” digo que, todos com o mínimo de conhecimento sobre “oposição” , logo percebemos que este lamentável fato como nossa Tutela, seria um prato cheio para Petistas e outros de Esquerda, agora culpar ou querer comparar Presidente Bolsonaro com Lula, é absurdamente ridículo, Petistas procurem outros motivos para ataques .

    ResponderExcluir
  3. Se fossem só os extremistas do PT, do PSol, do PCdB a atacar o presidente Bolsonaro... este estaria vencendo a guerra. Os maiores adversários (talvez os mais ferozes) estão ou foram do Centrão - do PSDB, DEM e outros.

    É só assistir às tantas entrevistas de FHC - quero crer que ele já foi entrevistado mais vezes desde a posse de Bolsonaro, oito meses, do que durante os mandatos de Lula e Dilma;

    Passo batido pela descarada oposição de TODOS os “grandes” jornais – lembre-se dos “MAS”...

    O deputado do DEM, Rodrigo Maia, chama os ex-ministros do Ambiente para “ajudá-lo”: “Maia quer apoio de ex-ministros para projetos de defesa do meio ambiente.” Isto extrapola o mero exercício de oposição, é filhadaputice mesmo. Mas Bolsonaro não pode mandar este cara se f..., porque ain! Bolsonaro é “bárbaro” e isto e aquilo.

    Pessoalmente, se eu quisesse mais um ‘vaselina’ no Planalto (e verdadeiramente submisso a todo esse universo que citei acima, embora fingindo que não) eu sei em quem teria votado no primeiro turno, para que ele pudesse chegar ao segundo turno...
    Abraços./-

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-