sexta-feira, 20 de março de 2020

CNN, não!

Percy Castanho Jr.

Cara, eu tentei. Juro que tentei. Apesar dos alertas dos amigos. E fiz tudo com a maior boa vontade e isenção do mundo. Mesmo porque estou completamente órfão de um canal isento de informação. Por isso, dez minutos antes das oito horas da noite de domingo me postei diante da TV, liguei no canal 577 e fiquei ali, sem piscar, vendo um enorme cronômetro que ocupava a tela inteira decrescer, mostrando o tempo, segundo a segundo, até zerar e começar oficialmente a programação da CNN Brasil. Fiquei até meio emocionado lembrando das primeiras transmissões televisivas, acho que três ou quatro séculos atrás...

Bem, eu já tinha péssimas informações sobre a CNN americana, que era de esquerda etc. Como a esquerda lá é bem diferente da nossa, resolvi dar um crédito de confiança. De domingo pra cá, acompanhei a emissora sem mudar de canal uma só vez. Perdoei as inúmeras falhas técnicas, de imagem e de som, que normalmente seriam inadmissíveis na maior rede de notícias do mundo. Tudo na esperança de ter um canal de informação confiável.

Mas, aos poucos, notei que a tal isenção está muito longe da Avenida Paulista, sede dessa TV. A gota d’água aconteceu hoje, pelas mãos e voz daquela loira chamada Daniela não sei o quê, a quem estou tentando lembrar de onde conheço. Não lembrei até agora. A mulherzinha e seu parceiro claramente tomaram partido num debate entre o japabaiano Kim Kataquiri e a deputada Bia Kissis. Kataquiri, um traíra da pior qualidade, não decepcionou, e atacou Bolsonaro pelo que fez e principalmente pelo que não fez. O chamou de irresponsável, de transmissor de doença, de ataque à cidadania, de incompetente, de mentiroso e tudo o mais que tinha direito (ou não...).

Os “âncoras”, apesar do deputado se alongar até não mais poder, não piscaram um cílio no sentido de interrompê-lo. Deixaram-no falar à vontade. Foi só Bia começar seu contraditório, defendendo Bolsonaro das aleivosias e mentiras levantadas pelo japonês, para os apresentadores apressadinhos a interromperem.

Então começou o show da loira Daniela. Fez duas perguntas ridículas sobre os panelaços de ontem, insinuando que o apoio a Bolsonaro vem caindo. Kim aproveitou e elogiou o panelaço dizendo que o presidente é um irresponsável. Bia retrucou que irresponsabilidade é governador e STF ou CNJ mandar soltar bandidos por conta do Corona Vírus. Terminaria assim o embate se a loira, após os dois saírem do vídeo, não resolvesse tomar as dores das autoridades – sempre contra Bolsonaro – e passasse a emitir suas próprias opiniões sobre o panelaço e sobre a soltura dos presos, desmentindo Bia Kissis e defendendo os irresponsáveis em nome de um “respeito ao público e à verdade”.

E fazendo aquelas caras e bocas de indignação contra o governo que me levaram a abandonar a Globo News. Resumindo: Nunca mais sintonizo esse maldito canal. Antes que alguém me condene: não estou à procura de uma mídia que seja “a favor” do governo e o elogie 24 horas por dia. Mas também não quero uma que o condene o dia todo. Será muito pedir da mídia apenas informação? Não é pra isso que o jornalista se forma? Pra ser militante não é preciso estudo, basta frequentar um sindicato ou um diretório partidário, oras bolas!
Texto: Percy Castanho Jr., Facebook, 18-3-2020, 22h14

PS: aproveitando a "viralização" deste post, informo que estou desenvolvendo uma Rede Social nos moldes de Facebook, além de seção de fotos e vídeos, e que brevemente estará no ar. Por questões jurídicas ainda não posso divulgar o nome. Na nossa rede não haverá censura, bloqueios, propaganda etc. Acompanhe em minha página, por favor.
Em aproximadamente 30 dias a rede estará no ar. Obrigado.
Percy Castanho Jr.

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-