domingo, 22 de março de 2020

Coronavírus: Alemanha Fomenta o Antiamericanismo

Soeren Kern           
  • A investida em fomentar o antiamericanismo parece ser um esforço do governo alemão para esfriar as críticas à Chanceler Angela Merkel e ao seu gabinete pela tímida resposta à epidemia do coronavírus.
  • Mais do que depressa, a história foi eleita e disseminada sem nenhum critério, pelas mídias, inclusive a impressa, por toda a Europa bem como nos Estados Unidos. Quase todas citaram textualmente o artigo que saiu no jornal Die Welt sem que ele confirmasse a veracidade da reportagem.
  • "Para que não paire nenhuma dúvida no ar em relação ao coronavírus: a CureVac não recebeu do governo americano, nem de nenhuma entidade do gênero, nenhuma oferta, nem antes, nem durante e nem depois do encontro da Força-Tarefa ocorrida na Casa Branca em 2 de março. A CureVac nega toda e qualquer alegação da imprensa nesse sentido." — Comunicado da CureVac, 16 de março de 2020.
  • O jornal Frankfurter Allgemeine, publicou um artigo com o título, "Curevac Não Recebeu Nenhuma Oferta do Governo Americano," no qual afirma que o artigo do Die Welt é "Fake News", inventado pela CureVac para obter financiamento do governo. O jornal sugeriu que o governo alemão ajudou a promover a farsa.
O governo da Alemanha vem promovendo a fake news na qual sustenta que os Estados Unidos estão procurando obter acesso exclusivo a uma vacina experimental contra o coronavírus que está sendo desenvolvida por uma empresa alemã de biotecnologia.

O caso, que desencadeou furor antiamericano na Alemanha e em outros lugares da Europa, foi rapidamente desmascarado pela empresa, que negou ter recebido ofertas do governo americano ou de qualquer outra entidade do gênero.

A investida de fomentar o antiamericanismo parece ser um esforço do governo alemão para esfriar as críticas à Chanceler Angela Merkel e ao seu gabinete pela tímida resposta à epidemia do coronavírus.

O governo da Alemanha vem promovendo a fake news na qual sustenta que os Estados Unidos estão procurando obter acesso exclusivo a uma vacina experimental contra o coronavírus que está sendo desenvolvida pela CureVac, uma empresa alemã de biotecnologia. Foto: Um carro da empresa ostentando o logotipo, em frente da sede em Tübingen, Alemanha. (Foto: Matthias Hangst/Getty Images)


Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-