sexta-feira, 3 de julho de 2020

Bolsonaro define novo ministro da Educação

O ministro da Educação será Renato Feder, secretário de Educação e Esporte do Paraná. Confirmação foi feita no Twitter da deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), vice-líder do governo no Congresso

Rodolfo Costa

Foto: Divulgação/Governo do Paraná
A “bolsa de apostas” para o sucessor do Ministério da Educação continua a todo vapor. Muitos nomes foram ventilados, alguns ainda são estudados, mas o presidente Jair Bolsonaro chegou a uma conclusão. A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), vice-líder do governo no Congresso, afirma que o escolhido é Renato Feder [foto acima], secretário de Educação e Esporte do Paraná.

Pelo Twitter, a deputada foi taxativa ao comentar a escolha do futuro ministro. “Presidente Jair Bolsonaro define nome para o MEC. Renato Feder, secretário de educação do Paraná”, declarou.
Análise
O secretário de Educação do Paraná chegou a ter o nome ventilado antes da escolha do professor Carlos Decotelli. Após suspender a nomeação de Decotelli, Bolsonaro analisou uma dezena de nomes. Um deles foi o do reitor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Anderson Ribeiro Correia. Até os últimos dois dias, era visto como o mais cotado.

Oeste conversou com interlocutores de Feder, que, contudo, não cravam a informação de Bia Kicis. Antes da escolha de Decotelli, Feder estava em Brasília, mas voltou a concentrar esforços em suas atribuições no Paraná.

Título e Texto: Rodolfo Costa, revista Oeste, 3-7-2020, 11h08

Um comentário:

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-