sábado, 6 de maio de 2017

Trilogia das excelências!

Aileda de Mattos Oliveira

Na Grécia Antiga, a Trilogia compunha-se de três tragédias representadas em conjunto por terem temática comum. No Brasil, afogado na impunidade por instituições a serviço dos réus, essas tragédias são encenadas pelos próprios componentes do chamado Três Poderes que executam, legislam e julgam em causa própria e em causa de quem lhes facilitou a vida. São atores completos, uns na arte da prestidigitação do dinheiro público, outros, gênios nas interpretações das leis, meras manobras capciosas nas vozes do trio chicaneiro de magistrados.

O indigno STF deveria compor-se de isentos profissionais investidos da mais alta autoridade, e não de partícipes da vergonhosa representação teatral que vem desmoralizando o país em todos os níveis. Não são julgadores, faltam-lhes profundo acervo jurídico e independência de ação. São coordenados por agentes exteriores, movidos por interesses pessoais e gratos pelas vagas que ocupam na que já foi a mais Alta Corte da República. Esta Casa, hoje, é sinônimo de Deboche, também corrompida pelo amestramento de membros já desmoralizados pelos qualificativos palavrões do larápio-mor.

Supremo Tribunal Federal, Brasília

A água fétida que sai de um esgoto federal escorre e vai engrossar a que sai dos outros dois, também conchavados, indo num contínuo, espraiando-se, engrossando o lamaçal da sem-vergonhice, afogando o país num mar infectado pela concupiscência e pela molecagem sem fim. Nesse jogo de sordidez sem limites a participação doméstica ganha destaque especial e decisiva. Eike que o diga!

Clamamos que não há Justiça no país! Incrível ter que confessar tão horrenda realidade! Os bandidos da pior espécie são libertados por homens frouxos, comprometidos, temerosos com o conteúdo da delação dos Chefões da rede. A ‘morcegagem’ de toga corre a libertá-los para não serem citados por eles. A verdade é que o jogo de intimidação de Palocci deu certo. Grande estrategista! Com a sua ameaça de delação, mandou um recado direto, objetivo e fizera com que os próprios se identificassem e se condenassem.

Por isso, torcem as leis, equilibram-se na verborragia jurídica para acobertamento da incompetência e, principalmente, dos acordos secretos com a quadrilha de larápios que ainda assalta o país.

Se só favorecem o patronato amigo, então, não precisamos deles. Chega de magistrados escolhidos por presidentes mal-intencionados, e impedidos pela submissão de legislar com honradez. Que sejam concursados! Que tenham currículos de peso! Que o saber corra paralelo à moral e à altura dos títulos!

Mas se não cumprem a sua missão, se estão a serviço da maior organização criminosa no mundo, que deixou o Brasil entregue à anarquia de facções políticas e de outras que infernizam as ruas das cidades, então fechem essa Casa!

Os obesos rendimentos pagos pelo povo a essa cambada arrogante que se agarra a seus empregos conquistados pela sujeição e não pelo saber, não deveriam mais ser pagos pelos contribuintes. Não devemos mais arcar com o sustento de abjetos bonecos de togas, conceder-lhes prerrogativas, vantagens, se nada fazem para o bem do país, para o bem da sociedade brasileira.

Acabemos, de vez, com o autocratismo de Brasília! Acabemos, de vez, com a empáfia dessas excelências mancomunadas com o pior da política nacional!
Título e Texto: Aileda de Mattos Oliveira, Doutora em Língua Portuguesa. Acadêmica Fundadora da ABD. Membro do CEBRES. 4-5-2017 
Via Maria Lucia Victor Barbosa

3 comentários:

  1. Prezados, durante décadas e décadas o STF era um órgão intocável, pouco se ouvia falar, com o "mensalão" despontou, sim, mas com panos mornos nas grandes figuras marginais à lei, hoje se destaca diariamente, nos noticiários de todo o País, o mais longínquo agricultor sabe quem é e o que é STF.
    Temos um porém, está vergonhosamente sendo representado, com poucas exceções, mostrando quem são, o quão incompetentes são, lento e postergador, e por fim claramente imparciais, diante de tanta roubalheira no País, será que a população não começa perceber, que a corrupção está atingindo o STF?
    Caramba a quem recorrer? Será que não temos mais a quem pedir Socorro?
    É uma barbaridade!!!
    Abs,
    Heitor Rudolfo Volkart

    ResponderExcluir
  2. Cara Aileda, "compartilho com sua indignação".O Brasil precisa acordar!
    Um forte Abraço,
    Heitor Volkart

    ResponderExcluir
  3. O BRASIL DORME A SOMBRA DA GRANA QUE CORRE NOS BOLSOS DESSES VAGABUNDOS DO STF. A MEU VER, O PRÉDIO ONDE FICA ESSA POCILGA, DEVERIA DESABAR NA CABEÇA DELES, QUANDO ESTIVESSEM REUNIDOS.

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-