segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Demitidos da CUT são aqueles que viviam para levar desemprego ao resto do Brasil

mrk

Ontem a Folha de São Paulo trouxe uma notícia reconfortante para os brasileiros que trabalham e desanimadora para os que adoram explorar os trabalhadores:

Funcionários da CUT (Central Única dos Trabalhadores) ameaçaram entrar em greve nesta semana, depois que a entidade iniciou na terça-feira (14) um Programa de Demissão Incentivada (PDI) para enxugar em quase 60% sua folha de pagamento. A entidade, com 178 empregados, se diz asfixiada pelo governo Michel Temer, que, com a reforma trabalhista, acabou com a obrigatoriedade do imposto sindical. O tributo, que equivale a um dia de trabalho, é um dos principais recursos das centrais. Embora a cúpula da entidade afirme ter consultada seus trabalhadores sobre os critérios de exoneração, os funcionários chegaram a anunciar a deflagração de uma greve.

Vemos que essa bela notícia se deve principalmente ao fim do imposto sindical. Méritos da reforma trabalhista.

Agora veremos cutistas fazendo greve contra a CUT, o que é no mínimo bizarro. Já se diz por aí: “Se um funcionário da CUT entra em greve, quer dizer que ele vai parar de fazer greve?”.

Seja lá como for, é bom lembrar que a CUT sempre teve como projeto defender a extrema esquerda, principalmente em todo seu apoio ao governo Dilma Rousseff, que causou intencionalmente 14 milhões de desempregados.

A CUT também ficou contra a reforma trabalhista, que foi feita para reduzir o desemprego.

Ou seja, a CUT é composta de sádicos que querem ver as pessoas desempregadas a troco dos benefícios que buscam obter unicamente para a entidade (que nunca defendeu os trabalhadores de fato). Agora eles sofrerão um pouco daquilo que gostam de lançar sobre o povo. 
Título e Texto: mrk, Ceticismo Político, 19-11-2017

2 comentários:

  1. A cut diz que; " O fim da contribuição sindical pode, sim, ser um passo correto para acabar com a proliferação de organizações de fachada ou de representatividade duvidosa, mas ao mesmo tempo pode derrubar os sindicatos corretos, que atuam de fato."

    O que acho dificil é diferenciar uns de outros!

    Paizote

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-