domingo, 15 de setembro de 2019

[As danações de Carina] Pequenos pedacinhos de mim mesma – Parte três

Carina Bratt

1 Minha história
Sou aquilo que sou. Por mais que as pessoas tentem mudar meus planos de existência, jamais me transformarei naquilo que elas gostariam que eu fosse. Dentro de mim mesma, na solidão que afaga meus passos, me fiz única... E desde então, na incerteza dessas estradas que se descortinam diante de meus horizontes, eu sigo feliz, realizada, completa e refeita. Sou, de fato, aquilo que sempre desejei ser: eu mesma, solta dentro de nós.

2 Autossuficiente
Busque controlar as batidas do seu próprio coração e deixe que das pancadas do meu (apesar de descompassadas), eu cuido sozinha.

3 Quem souber, responda
Se o inferno está cheio de boas intenções, do que estaria repleto o que nos dizem ser o paraíso?

4 De repente...
A porta de meu quarto se abriu sozinha e eu me assustei. Quando tentei fechá-la, não consegui.  Atônita, pulei pela janela da sacada e caí estatelada, num outro sonho que ainda não havia sonhado.

5 Sem saída
O mais distante que consegui me afastar dos meus medos, foi o de me aproximar ainda mais da minha louca e desvairada imaginação.

6 Impossível
Não tente me entender. Não conseguirá! Essa loucura seria como você se virar do avesso mordendo a sua própria imbecilidade.

7 Para refletir
O verdadeiro amor está dentro de nós. Em nenhum outro lugar o encontraremos. Lembra sempre e guarde essas palavras, minha amiga: existe um príncipe encantado perdido por aí, todavia, bolinando em nossas quimeras e querendo, de alguma forma esplendorosa, aflorar na magia dos nossos corações em festa. Basta que o deixemos entrar...

8 Faltavam essas palavras para ser completo o pensamento
O francês Alphonse Karr dizia que “os olhos são a janela da alma”. Ao que acrescentei, por conta e risco... E o coração a chave e o destino, à porta, entrada que se abrirá para que, por ela, ingresse a plenitude do nosso sucesso.

9 Quase uma tardia conclusão
Toda vez que acendia um cigarro, dava vazão a mulher incompleta que existia dentro de mim. E quando chegava à derradeira tragada, me autoflagelava me esbofeteando o rosto e dizendo que necessitava, urgentemente, parar de transformar meu futuro numa simples guimba que se esvaia numa fumacinha branca de quem não tinha coisa melhor a fazer nessa vida. Quando tomei plena consciência disso, e parei de ver a fumacinha branca desses cigarros, parei efetivamente de beber.

10 Luta desnecessária
De tanto pelejar comigo mesma para ser completamente feliz, esqueci que já era feliz e realizada fazia bom tempo. Faltava apenas afastar a cegueira mórbida que não me deixava vislumbrar um palmo adiante do nariz.

11 Conselho bom para ser seguido
Jamais leve seus problemas para o quarto. Você pode tropeçar neles durante o sono e não topar, dia seguinte, com a solução que estava bem ali, cochilando à frente da telinha enquanto você tagarelava bobagens com uma amiga em seu aparelho celular.

12 Pense
O fracasso mais degradante é aquele que nem chegou a sair de dentro da sua cabeça.

13 Fácil demais para não entender
Nada como arrumar a cama e depois, cansada, se deitar na rede.

14 Dito e refeito
Os aviões estão literalmente seguros quando não estão voando. Mas vemos a felicidade estampada em seus rostos, quando batem as asas e ganham o espaço em direção ao infinito. 

15 Ledo engano
Quando, numa bifurcação com vias de seguimento para locais diferentes, você liga a seta para dobrar à direita, ou à esquerda, preste bastante atenção num detalhe importante, mas que, na maioria das vezes, passa despercebido. Nessa hora, o carro freia e permanece estático. Espia demoradamente de um lado e de outro... Os olhos indecisos e brilhantes, até que você o conduza para a estrada que, de fato, escolheu para ser cursada. E ainda existem, apesar dessas cautelas, pessoas que teimam em afirmar que os carros não pensam!

16 Diante de uma escolha... Precisamos discernir com a certa
O sucesso pleno e total (percebi tardiamente), não usa peruca e estava bem ali à minha frente. Eu é que não consegui largar do telefone celular e me agarrar em seus cabelos.

17 Fato real
O dia só amanhece de verdade para quem acabou de acordar.

18 Ponto pacífico
A morte é uma amiga desconhecida que nos chama quando menos esperamos. Ainda que estejamos surdos, ouviremos a sua voz.

19 Vigie sempre
Não olhe para onde você possa vir a tropeçar. Fique esperto e cuide de quem está logo atrás de você.

20 Deslumbramento
A ponte se debruçou encantada e formosa sobre si mesma e ficou a olhar, admirada, o leito do rio que corria, abaixo dela, em direção ao mar.

21 Questão de opção
Na luta entre você e o coração, aposte no cardiologista.

22 Continua igual
Caneta sem tinta, não escreve. Livro sem letras não cansa as vistas. Eu sem você, não existo em nós dois.

23 Conselho para ser pensado a dois
Não desista, jamais, dos meus sonhos. Dentro de nós está a minha esperança de continuar vivendo. Você é o meu coração batendo forte dentro da nossa felicidade.

24 Morte definitiva
Quando seu amor, seu calor, sua voz, pararem de fluir dentro de meu ser, então virá o fim.

25 Até agora tem dado certo...
Sou tão vidrada em você, ou melhor, tão viciada em nós dois, que acendo seu coração nas fagulhas do meu.    
Título e Texto: Carina Bratt, de Sorocaba, São Paulo. 15-9-2019

Anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-