sexta-feira, 17 de abril de 2020

Coronavírus: A Grande Impostura da China

Giulio Meotti  
     
§  Parece que os morcegos não foram vendidos na feira de frutos do mar de Wuhan. The Lancet observou em um estudo publicado em janeiro que o primeiro caso da Covid-19 em Wuhan não tinha nada a ver com a feira.
§  Mais um acaba de evaporar: Ai Fen, uma médica chinesa que... havia reclamado que seus superiores silenciaram seus primeiros alertas sobre o coronavírus, ao que tudo indica, também desapareceu. Os jornalistas que viram o que aconteceu em Wuhan também desapareceram.
§  "Ninguém teve condições de estudar o vírus. Como é possível afirmar que não se trata de um escape de um laboratório se não é permitido ir ao laboratório? Na realidade, o que vimos foi Pequim não medir esforços para evitar que virologistas e epidemiologistas fossem à Wuhan" — Gordon Chang, no Die Weltwoche, 31 de março de 2020.
§  Esse é outro grande problema. O principal instituto de pesquisa em potencial sobre a origem da pandemia de coronavírus de Wuhan, a Organização Mundial da Saúde, está sendo acusada de ser "cúmplice do coronavírus da China".

Em 11 de janeiro o governo chinês afirmou que foi na feira livre de Wuhan que se originou a epidemia do coronavírus. Esse mesmo regime chinês afirmou depois que o vírus "pode não ter se originado na China" e ainda depois, as autoridades chinesas afirmaram que soldados americanos trouxeram o vírus para Wuhan. Qual cientista ou instituição respeitada poderá agora confiar em alguma coisa vinda da China? (Foto: Kevin Frayer/Getty Images)

Estamos pagando muito caro pelas mentiras da China.

"Este é um dos maiores embustes da história da humanidade e agora o mundo enfrenta uma pandemia global", salientou o deputado pelo partido republicano Michael T. McCaul, da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, diante da divisão de inteligência dos EUA concluindo em um relatório confidencial à Casa Branca, que a China ocultou a origem e a extensão do surto catastrófico global do coronavírus.

O "erro fatal do Partido Comunista da China, desencadeou um contágio global matando milhares de pessoas", escreveu o Cardeal Charles Maung Bo, presidente da Federação das Conferências Episcopais da Ásia em 1º de abril. "A pergunta que não quer calar quando examinamos os danos causados à vida ao redor do mundo é: quem é o responsável por isso?"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-