segunda-feira, 13 de julho de 2020

Winter pedirá o fim de inquéritos do STF e da CPMI das ‘Fake News’

Estratégia da defesa da ativista vem depois da prisão do blogueiro Luciano Ayan

Cristyan Costa

A defesa de Sara Winter [foto] vai pedir, nos próximos dias, a anulação de todos os atos do Supremo Tribunal Federal (STF) e da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News nas investigações em que ela é citada. O anúncio foi feito ontem à noite nas redes sociais da ativista pró-vida. A estratégia veio depois da prisão do blogueiro Luciano Ayan, na semana passada, em operação da Polícia Civil. Ele tem ligações com o Movimento Brasil Livre, conforme denúncia do Ministério Público de São Paulo (MPSP).


“Diante das gravíssimas denúncias do MPSP […], a defesa de Sara Winter informa que irá requerer imediatamente a nulidade de todos os atos oriundos daquela CMPI e do aludido ‘blogueiro’ e membro do MBL, e seus imediatos arquivamentos”, garantiram em nota os advogados da ativista. Winter foi presa em 15 de junho de 2020, na Operação Lumus, que investiga supostos atos antidemocráticos contra o STF. Contudo, ela foi liberada no dia 24. Assim sendo, está cumprindo prisão em regime domiciliar, com tornozeleira, em Brasília.
Título e Texto: Cristyan Costa, revista Oeste, 13-7-2020, 9h

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-