terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Rio de Janeiro: insegurança total

Setembro-2013 mostra que a situação da segurança pública é muito grave no Rio

  
Cesar Maia

1. O Instituto de Segurança Pública (ISP) divulgou os dados oficiais de criminalidade em setembro de 2013. Estes mostram que a situação é grave, epidêmica, confirmando e intensificando a tendência anterior. Quase nenhum item teve redução no Estado. E as taxas de crescimento em vários deles atingem proporções assustadoras. A imprensa vai divulgando fatos todos os dias, mas a agregação desses pelo ISP mostra que Segurança Pública volta a ser o problema número UM do Rio. Vejamos.
  
2. Os Homicídios Dolosos cresceram 17,5% na capital; 16% na Baixada; 37% em Niterói/São Gonçalo. Os Estupros na Capital continuam a crescer: 19,3%. Roubo a Estabelecimentos Comerciais cresceram 36,7% na Capital; 39,8% na Baixada; 43,7% em Niterói/SG; e 48,7% no Interior.
  
3. Roubos de Veículos cresceram 23,4% na Capital; 46,4% na Baixada; 52,8% em Niterói/SG; e 58,3% no Interior. / Roubo de Carga + 9,5% na Capital; + 18,7% na Baixada; e + 57,8% em Niterói/SG.
  
4. Roubos a Transeuntes cresceram 36,9% na Capital; 68,6% na Baixada; 30,3% em Niterói/SG; e 40,4% no Interior. / Roubos em Coletivos cresceram 114% na Capital; 60,6% na Baixada; 13,1% em Niterói/SG; e 133,3% no Interior. / Roubos de aparelhos celulares cresceram 103,8% na Capital; 7,1% na Baixada; 33,3% em Niterói/SG; e 214,2% no Interior. / Furtos de veículos cresceram 27,6% na Capital; 4,5% na Baixada; 27,7% em Niterói/SG; e 28% no Interior.

5. O Total de todos os tipos de Roubos cresceu 35,2% na Capital; 50,1% na Baixada; 36,1% em Niterói/SG; e 45,1% no Interior. O Total de todos os tipos de Furtos cresceu 28,7% na Capital. / A soma de todas as Ocorrências cresceu 21,6% na Capital; 12,1% na Baixada; 8,7% em Niterói/SG; e 9,8% no Interior.

6. O total de Roubos e Furtos em todo o Estado alcançou 26.597 em setembro de 2013, 886 por dia e 36,9 por hora. Isso, aqueles que são registrados em delegacias. Os que não são registrados, as pesquisas de vitimização informam que são de duas a três vezes mais que os registrados.
  
7. A situação é grave e cabe ao governador e seu secretário de segurança chamarem a uma entrevista coletiva, explicarem e informarem o que vão fazer. A insegurança a cada dia mais desespera a população. São dados epidêmicos. É um debate que a imprensa – por mais Copa e torcida pelo Rio- não pode se furtar a abrir.
      
8. O Jornal Nacional, na sexta-feira (24), abriu com um bloco mostrando um grande grupo de delinquentes jovens assaltando no Centro do Rio, numa espécie de arrastão móvel. O vídeo foi feito durante toda uma tarde. Nada de polícia. Insegurança total. Uma ou outra pessoa fazia sua autodefesa. Veja o vídeo do JN de 3 minutos, após a publicidade. 
Texto: Cesar Maia, 28-01-2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-