domingo, 11 de dezembro de 2016

Ataque de relator da ONU à PEC do Teto mostra urgência da luta contra o globalismo

Luciano Ayan



Conforme a Agência Brasil, um relator da ONU se uniu ao PT para emitir as tradicionais narrativas mentirosas contra a PEC do Teto. O relator do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), Philip Alston, criou a narrativa de que a PEC 55 terá impacto “severo” sobre os mais pobres. Cinicamente, ele recomendou ao governo brasileiro que garanta um “debate público apropriado” sobre a PEC. Na verdade, precisamos de um debate público sobre os diversos estupros cometidos pelas forças da ONU no mundo. No Brasil, o debate público sobre a PEC 55 está acontecendo e os mentirosos estão sendo desmascarados.

Veja o nível de mentira que este sujeitinho disse: “Se adotada, essa emenda bloqueará gastos em níveis inadequados e rapidamente decrescentes na saúde, educação e segurança social, portanto, colocando toda uma geração futura em risco de receber uma proteção social muito abaixo dos níveis atuais”. Já mostrei aqui que ficar contra a PEC 55 é como exigir cartão de crédito sem limites para gastar com prostituição e drogas, mas sair fingindo que o objetivo é garantir “a escola do filho e o plano de saúde”. Coisa de psicopata.

É preciso começar a dizer mais claramente o que esses monstros da ONU querem: destruir as nações pobres para privilegiar as megacorporações que as financiam. Alston sabe que se a PEC do Teto for aprovada, isso forçará o controle dos gastos públicos e, em seguida, teremos mais investidores confiantes para vir ao Brasil. Mas ele não quer que os investidores venham para cá: precisa que estejamos na desgraça econômica para que os investidores fujam e optem pelos principais financiadores da ONU, que estão nos países ricos.

Alston é uma figura nojenta e repulsiva, cuja proposta demonstra mais uma vez que devemos ter tanta repulsa do globalismo quanto temos de doenças venéreas.
Título, Imagem e Texto: Luciano Ayan, Ceticismo Político, 10-12-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-