domingo, 21 de maio de 2017

CUT THE CASH FLOW: Trump, in speech to Muslim leaders, calls for shutting down terror funding



Fox News

President Trump Sunday in a highly-anticipated speech to Muslim leaders during his first foreign trip called for unity between the U.S. and Middle Eastern nations in the fight to “stamp out extremism.” 

During his second day of his first trip abroad, Trump’s speech in Riyadh, Saudi Arabia addressed the leaders of more than 50 Muslim-majority countries to challenge extremism by cutting off the financing of terrorist groups.

Trump announced the six-nation Gulf Cooperation Council, which is committed to prosecuting the financing of terrorism.

“Our goal is a coalition of nations who share the aim of stamping out extremism and providing our children a hopeful future that does honor to God,” Trump said.

“We are not here to lecture — we are not here to tell other people how to live, what to do, who to be, or how to worship,” Trump added, noting terrorists must be condemned not rewarded. “Instead, we are here to offer partnership — based on shared interests and values — to pursue a better future for us all.”

The council comprises Saudi Arabia, Qatar, Kuwait, Oman, the United Arab Emirates and Bahrain.
Saudi Crown Prince Mohammed bin Nayef and U.S. Secretary of State Rex Tillerson will sign the memorandum of understanding in Riyadh, according to Reuters.

“This is not a battle between different faiths, different sects, or different civilizations,” the president added, noting the U.S. is prepared to stand with Middle Eastern nations  in pursuit of common security. 

The president has been enthusiastically embraced in Riyadh, where the ruling royal family of Saudi Arabia has welcomed his aggressive stance on Iran, its regional foe.

According to The Associated Press, Trump slammed Iran for spreading “destruction and chaos” throughout the region. His comments were echoed by Saudi King Salman, who declared, “The Iranian regime has been the spearhead of global terrorism.”

In his first overseas trip as president, Trump also pledged to work with Saudi Arabia to bring peace to the Gulf region and forge stronger economic ties, in large part through a roughly $10 billion arms deal.

“That was a tremendous day,” Trump said shortly after signing the arms deal. “Tremendous investments in the United States. Hundreds of billions of dollars of investments into the United States and jobs, jobs, jobs."

The arms deal is part of large, $350 billion economic packages between the ally nations.
Fox News, The Associated Press contributed to this story. 

6 comentários:

  1. Falando para mais de cinquenta países, representados por seus reis, primeiros-ministros, presidentes... uma pequena ONU, tudo numa só visita!
    Bem jogado.

    ResponderExcluir
  2. Assisti ao seu discurso em direto e aos outros que lhe seguiram, que cito de memória: Rei da Jordânia, presidentes do Egito, Indonésia e Malásia...
    Hoje, segunda-feira, chega a Israel. O PM de Israel convocou todos os ministros para recepcioná-lo. (!)

    ResponderExcluir
  3. VAMOS LÁ JIM REVOLUCIONISTA COM EU.
    O MUNDO É 70 % DESTRO.
    Por isso a igreja católica chamou os canhotos do mundo de SINISTROS.
    Deixando essa ironia de lado, nada tenho contra os que usam o hemisfério direito cerebral. Poucos sabem que os destros usam o hemisfério esquerdo cerebral, sinistro não é.
    Saibam que no direito existem semestres de direitos humanos e de direitos fundamentais, acontece também em filosofia.
    Numa dessa aulas que considero medíocres criei, a minha teoria.
    DIREITOS FUNDAMENTAIS SÃO OBJETIVOS.
    DIREITOS HUMANOS SÃO SUBJETIVOS.
    Os direitos fundamentais são garantidos em constituições, em códigos de leis penais e cíveis, baseados na ética, na moral e nos projetos de vida.
    Os direitos humanos, são baseados, nos infortúnios, nas violações de direitos fundamentais, penais, códigos morais e de ética.
    Muitos dos direitos humanos são baseados em costumes locais, regionais e religiosos.
    Há direitos humanos em opções sociais e pessoais.
    Sinto muito em dizer que não acho justo, por exemplo, a sociedade moderna pagar indenizações aos descendentes de escravos e dar imensos território às reservas indígenas.
    Primeiro, porque não somos culpados pela escravatura dos séculos passados.
    Segundo, porque não há uma razão mínima no mundo de hoje viver com se vivia há mais de 1000 anos atrás.
    Podemos simplesmente preservar as tradições sem que se obrigue um povo a vivê-las.
    Conheci casinos indígenas nos Estados Unidos, com infraestrutura de primeiro mundo, sem viver em ocas e tabas.
    Ser homossexual é uma opção pessoal, não necessita de direitos humanos, seus direitos estão garantidos e são fundamentais nas constituições.
    Assim com o direito de não gostar estão também garantidos constitucionalmente.
    A inquisição moderna é uma caça às bruxas subjetivas.
    Cito como exemplo a caça às baleias.
    Seus alimentos preferidos são os arenques, as baleias simplesmente se não forem predadas, acabariam com a população de arenques.
    Existem animais que não conseguem se predados.
    O homem, as baleias, os crocodilos, as baratas, os ratos, os escorpiões, bem há uma variedade grande.
    Em compensação não somos tão imunes aos insetos animais venenosos.
    Nós conseguimos predar a nós mesmos, com guerras, assassinatos, trânsito e outra modalidades.
    A pior de todas é a corrupção que se instala nos grandes governos proto fascistas, politicamente corretos, que provocam as lutas raciais e de classes sociais.
    A GLOBALIZAÇÃO É O GRANDE PROJETO COMUNISTA DO MUNDO, ATÉ A CHINA SABE DISSO.
    FUI...

    ResponderExcluir
  4. Mas o que interessa à 'sinistra' é a mão na mão, ou pior, a mão não na mão de Melania na de Donald...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A 'sinistra' LGBT que adora 'refugiados' de países (ou culturas) que MATAM elegebetês... (vide os escondidos LGBT chechenos, que suplicam por um visto de entrada em qualquer país ocidental), é sinistro!

      Excluir
  5. Acho divino esse adjetivo tão divino quanto a igreja achava demoníaco.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-